Weimaraner

Weimaraner: amigável, corajoso e obediente

Conhecido por seu pelo cinza e seus olhos claros, o weimaraner foi apelidado de “fantasma cinza”, ou “fantasma de prata”. Esse cachorro de postura aristocrática, corpo muscular e magro, é corajoso e está sempre em alerta. Está pronto para defender seu dono e sua família, com quem é muito amoroso e até um pouco dependente. Apesar da pose de elegante e aparentemente esnobe, o weimaraner é sensível e não gosta de ficar sozinho.

Origem: Alemanha
Peso: 25-41 kg
Altura: 58-68 cm
Expectativa de vida: 10-13 anos

Censo Canino

Ranking de popularidade: o weimaraner é a 57ª raça mais popular no Brasil

Nomes mais comuns: Hannah e Chopp (veja o top 10 no fim do post!)

Média de idade: a maioria dos weimaraners que vivem no Brasil tem entre 2 e 4

Cidades do Brasil com mais weimaraners*:

  • Búzios – RJ 1,5%
  • Itupeva – SP 0,9%
  • Eusébio – CE 0,8%
  • Ilhéus – BA 0,8%
  • Itapevi – SP 0,7%

*A porcentagem foi calculada em relação ao total de cachorros cadastrados na mesma cidade na base da DogHero

História do weimaraner

O weimaraner foi criado na região de Weimar, Alemanha, em fins do século 18. Com uma provável contribuição do bloodhound, do schweisshund vermelho e de pointers, seus possíveis ancestrais, o weimaraner foi criado para ter habilidades de caça excepcionais, além de velocidade, coragem e faro apurado. A nobreza de Weimar era fortemente adepta aos esportes e à caça – inclusive de grandes animais como ursos, veados e até mesmo animais aquáticos (sim, o weimaraner é um excelente nadador e adora água!).

O primeiro clube oficial de criação e manutenção da raça foi criado na Alemanha em 1897. E suas regras eram estritas: a adoção do weimaraner era permitida somente a quem fosse membro. Há registros, inclusive, que indicam que a possessividade alemã chegava ao extremo de proibir a venda e comercialização do weimaraner para outros países.

Essa restrição era tão impositiva que somente em 1929 autorizaram o ingresso no clube de um americano, Howard Knight. Knight queria levar a raça para a América, mas inicialmente só conseguiu dois cães estéreis. Depois de muita luta, ele conseguiu 4 cachorros aptos para a procriação em 1938. Em 1942 foi criado o Weimaraner Club of America e em 1943 a raça foi reconhecida oficialmente pelo American Kennel Club (AKC). Hoje, nas competições da raça, os weimaraners norte-americanos são maioria.

Cores da raça

O padrão de cores da raça weimaraner geralmente apresenta pelagem na cor cinza, incluindo as gradações até o prata, com orelhas e cabeça de tonalidade um pouco mais claras. São permitidas pequenas manchas brancas no peito e nos dedos, e alguns weimaraner podem ter pelo marrom, mas não são comuns.

Temperamento do weimeraner

Uma raça de temperamento feliz, o weimeraner gosta de estar com a família. Apesar de ter sido criado para ter habilidades de caça excepcionais, sua evolução doméstica acabou fazendo com que se tornasse dependente dos humanos. Apesar disso, sua resistência física e porte forte continuam sendo ótimos para quem pretende adotar um cão de caça ou de guarda.

Outra coisa que você precisa ter em mente se quiser adotar um weimaraner é que ele tem muita energia. Então é melhor criá-lo em lugares com bastante espaço, para que ele possa se exercitar e ser estimulado continuamente.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

O weimaraner é muito apegado à família, a quem ele vai ser devoto de corpo e alma. E seu temperamento costuma ser tranquilo e afetuoso com crianças, mas alguma dose de socialização antes de apresentá-las a ele é sempre bom.

Já não se pode dizer o mesmo sobre outros animais. Alguns especialistas dizem que o fato de a raça ter sido criada e entrecruzada por muito tempo em regime doméstico tenha feito com que o weimaraner perdesse o instinto de matilha, tornando-o dependente do convívio com humanos e fazendo com que não se adapte bem quando socializado com outros cães. Isso gera a necessidade de haver supervisão durante a interação com amigos da mesma espécie.

Quanto aos estranhos, o weimaraner não é assim tão rigoroso, justamente porque ele gosta de humanos. A não ser que alguém apresente uma ameaça, ele vai ser comportado e vai fazer amizade facilmente, principalmente se estiver na companhia do tutor.

O weimaraner late muito?

O weimaraner não tem o costume de latir, mas pode ser um pouco chorão. De novo, ele gosta mesmo de ter gente por perto, e não suporta muito bem ser deixado sozinho em casa. E isso pode desencadear uma síndrome de ansiedade pela separação. Se a raça apresentar esse comportamento, é indicado estabelecer uma rotina de adestramento para que ele suporte ausências e para tentar diminuir seus latidos ou uivos.

A raça é destruidora?

Pode ser. Quando não devidamente treinado para suportar a solidão, o weimaraner pode ficar ansioso, e isso pode levá-lo a manifestar um comportamento destruidor. Alguns weimaraners podem, inclusive, se machucar para aplacar sua ansiedade. Treinamento é indicado para que esse cachorro fique bem sozinho.

O weimaraner é agitado?

Não. Se bem treinado e cuidado, o weimaraner é um amor de “pessoa”. Sua natureza é calma e tranquila, ele adora brincadeiras, e está sempre buscando a companhia e o carinho de seu tutor. Mas como é um cachorro de porte físico forte e atlético, ele precisa de muito exercício, o que pode ajudar também a reduzir o seu nível de ansiedade. Ele tende a ser um lorde, nem um pouco desastrado – o que faz de seu nível de agitação mamão com açúcar de lidar.

Saúde do weimaraner

Embora seja muito saudável em geral, o weimaraner pode apresentar alguns probleminhas típicos da raça. Veja os mais importantes:

– Ossos: a maioria das raças de grande porte tendem a apresentar problemas ósseos congênitos, e o weimaraner não foge a essa regra. Uma das condições mais comuns à raça, a displasia de quadril, é uma condição em que os ossos do quadril do animal se deslocam. Por isso, é importante lembrar de não forçar as patas traseiras do seu weimaraner quando for exercitá-lo e ficar de olho se ele começar a mancar.

– Tireoide: o hipotireoidismo afeta a produção do hormônio tiroxina, o que afeta o metabolismo. Os weimaraners que sofrem de hipotireoidismo costumam ser acometidos entre os 4 e 10 anos, e seu principal sintoma é a perda de pelo – que também pode ficar quebradiço e fino, com presença de manchas pretas na pele, aumento do peso, infecções e intolerância ao frio. Embora não tenha cura, o hipotireoidismo tem tratamentos que podem fazer com que seu cãozinho leve uma vida normal e plena.

– Outros problemas: embora de menor incidência, o weimaraner também pode apresentar outras condições típicas da raça, como entrópio (quando a pálpebra do cão fica invertida e irrita os olhos), adenite sebácea (doença inflamatória das glândulas sebáceas), cálculo renal, entre outras. Embora esses casos sejam menos frequentes, é sempre bom levá-lo ao veterinário com regularidade para mantê-lo saudável e feliz.

Nível de exercícios do cachorro

O weimaraner é muito atlético e musculoso e isso faz com que o nível de exercícios para ele seja bem alto. Você pode, inclusive, treiná-lo em vários esportes caninos, como treinos de agilidade, canicross e corrida, pois é uma raça muito inteligente e facilmente adestrável. Mas mesmo que você não queira que seu cachorro seja um esportista, lembre-se de que ele precisa de muito exercício. O mínimo recomendável é de 3,5 km e cerca de 1 hora e meia de atividades por dia.

Cuidados com o weimaraner

Embora o weimaraner seja praticamente “autolimpante”, ainda é preciso ter alguns cuidados com ele. Veja a seguir algumas dicas de como fazer sua manutenção:

Banhos: com pelo curto e pouca descamação de pele e perda de pelo, o banho do seu weimaraner pode ser dado uma vez por mês. Mas dê especial atenção às orelhas: seque bem a região depois do banho. Como elas são dobradinhas, tendem a guardar umidade.

– Pelos: embora a raça não perca muito pelo e ele seja curto, é bom escovar o weimaraner uma vez por semana. Isso ajuda a remover pele e pelo mortos e também é um ritual bacana para monitorar a saúde da pele do seu cachorro.

– Orelhas: o weimaraner tem as orelhas caidinhas, e isso é um terreno fértil para fungos e bactérias, principalmente se houver umidade. Além de secar bem depois do banho, é bom ficar de olho no ouvido do weimaraner e sempre fazer a higienização com soro fisiológico ou outra loção recomendada por seu veterinário.

– Unhas: como é uma raça de caça e guarda, o weimaraner é muito ativo, por isso suas unhas devem estar sempre curtas. O corte pode ser feito uma vez a cada quinze dias, mas se não estiver acostumado, ou tiver medo de machucar seu cachorro, você também pode lixar as unhas dele uma vez por semana.

Curiosidades sobre a raça

– Cão policial: em algumas cidades dos EUA os weimaraner são usados como “cães policiais”, por sua agilidade e velocidade.

– Nome: o nome do weimaraner vem de Weimar, e significa “proveniente de Weimar”, região alemã atualmente pertencente ao estado livre da Turíngia. E quem assim o batizou foi o duque Karl August, soberano do local à época.

– Um cão na Casa Branca: após sua eleição como presidente dos EUA, Eisenhower se mudou com toda sua família para a Casa Branca e entre seus integrantes estava Heidi, uma weimaraner, aumentando a popularidade da raça.

Weimaraner: preço e adoção

Você se apaixonou por esse lorde de olhos azuis e pelo cinza e quer saber quanto custa um weimaraner? O preço de um filhote de weimaraner pode variar de R$ 800 a R$ 2.500 — o valor foi calculado com base no preço nos principais sites de venda do país.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! 🙂

Nomes de weimaraner: os mais populares

Nomes de weimaraner fêmea Nomes de weimaraner macho
Hannah Chopp
Zaira Duque
Frida Juca
Charlotte Thor
Zara Zeus
Maya Apolo
Chica Raj
Bela Dipper
Kiara Enzo
Luna Pessoa