image/svg+xml image/svg+xml

Como adestrar cachorro filhote: saiba tudo sobre

Como adestrar cachorro filhote

Meu filhotinho chegou! E agora? Agora, você precisa saber como adestrar cachorro filhote.

Os seus dias vão precisar de pequenos ajustes para dar lugar a todo o amor que um peludinho traz à vida de qualquer um. E, claro, um pouco de trabalho também. Afinal, você praticamente tem um bebê em casa. Ele precisará comer, beber, tomar banho, passear, fazer suas necessidades e tudo mais. Mas calma: logo você vai se adaptar e ver que isso não é nada perto da felicidade que um cão te entrega todos os dias.

Dicas de como adestrar cachorro filhote

Quem resiste a um filhotinho fofo, olhando para você com cara de “me pega no colo”? Ninguém! No entanto, para que o relacionamento do cachorro com a família seja saudável e feliz, é crucial saber como adestrar cachorro filhote e os principais pontos de atenção para recebê-lo bem.

Primeiros cuidados

  • Acessórios: antes da chegada do peludo, seja ele filhote ou não, você precisa garantir que tem tudo para acolhê-lo da melhor maneira possível. Verifique se você tem os essenciais do “enxoval canino”, como guias e potes para comida e água, e veja o que falta comprar.
  • Cuidados: quando ele chegar, antes de mais nada, leve-o ao veterinário. Assim como um pediatra, ele vai te instruir sobre a vacinação, cuidados, alimentação e outros temas importantes. Às vezes, isso não é possível. Nesse caso, use o bom senso e procure o máximo de informações que você puder. Por exemplo, você pode procurar opções de petiscos saudáveis para preservar a saúde do cachorro.
  • Guia de identificação: é muito importante para garantir a segurança do seu filhote. Dessa forma, se ele se perder, informações como o nome dele e seus contatos agilizam o reencontro. Além de reduzirem o sofrimento! Tanto a coleira quanto a guia de identificação estão disponíveis nas mais variadas opções.
  • Vermífugos e antiparasitas: a saúde dele deve ser protegida. Aplicar vermífugos e antiparasitas que o protegem não apenas de coceira, mas de doenças que podem até ser fatais, como a cinomose e a doença do carrapato.

Vacinas de cachorro

Ter um cachorro, seja filhote ou não, é como ter uma criança, não tem jeito! E eles também tomam vacinas – que devem seguir um calendário anual. De fato, é fundamental imunizá-los desde pequenos. Já que elas protegem contra muitas doenças graves, também ajudam a preservar a saúde de quem queremos ter por muitos anos ao nosso lado.

As vacinas de cachorro mais importantes são a V8 ou V10 (que protegem contra diversas doenças), contra raiva canina, tosse dos canis, leishmaniose, leptospirose e giardíase. Da mesma forma, existem outras, que podem ser recomendadas pelo veterinário. Isso varia de acordo com o histórico ou necessidade do cachorro ou até mesmo pelo lugar onde vive, se for considerado área de risco de alguma doença canina, por exemplo.

Além de garantir que ele receba todas as vacinas de cachorro necessárias quando filhote, é preciso ficar atento às datas de reforços, muitas vezes anualmente. Sem dúvida, investir em prevenção é a maior prova de cuidado e amor com seu pequeno!

Cocô e xixi no lugar certo

O que fazer quando o filhote começar a fazer cocô e xixi pela casa inteira? Antes de mais nada, respire fundo e confira as dicas que organizamos para te ajudar neste momento.

  • Escolha um lugar seguro e limpo para que o filhote faça suas necessidades. Esse espaço tem que ficar longe de onde ele come e dorme, por questões de higiene e adestramento.
  • Crie rotinas: elas são muito importantes para que ele entenda qual é o comportamento esperado! Não só para o xixi e cocô, afinal essa dica pode ser aplicada em todo o dia a dia do cachorro.
  • Seja paciente! Cães levam tempo para criar um hábito e entender que um comportamento é o correto. Reprimi-lo e esfregar seu nariz na urina ou fezes dele são atos de agressão que não ajudam em nada, viu?

Se achar necessário, veja mais dicas sobre como ensinar o cachorro a fazer as necessidades no lugar certo. Com tempo, amor e paciência, tudo se resolve! E lembre-se: toda vez em que ele acertar o cantinho do xixi e do cocô, recompense-o com um carinho ou petisco pequeno. Ele se sentirá motivado, respeitado e amado.

Como adestrar cachorro filhote durante o passeio

Passear com o cachorro traz muitos benefícios à saúde física e mental dele. Mas todo cuidado é pouco quando se resolve passear com o filhote ou um pet que não esteja completamente imunizado contra doenças. Isso porque o ambiente externo apresenta várias ameças e, se seu organismo não tiver ferramentas para se defender, ele pode enfrentar sérios problemas.

Apenas 21 após receber a última dose de vacina é que seu peludinho vai estar completamente protegido para sair por aí. A partir daí, os cuidados são colocar uma coleira com identificação e ficar atento ao percurso para evitar acidentes, como o cachorro ingerir o que estiver pela frente! Filhotes têm mania de morder ou engolir tudo. Atenção!

Além disso, evite passear em dias muito quentes, porque o solo pode queimar suas patinhas e ele pode ficar desidratado. Quando for assim, leve-o no colo ou pela sombra, e ofereça água e petiscos naturais para mantê-lo ativo. Se perceber que ele puxa demais a guia durante o passeio, use técnicas positivas para educá-lo (como recompensar quando ele não puxar). Caso você não sinta segurança para passear com o cachorro filhote, conte com um passeador.

E no lar? Como adestrar cachorro filhote em casa

Quando o filhote estiver compreendendo melhor as coisas que acontecem ao redor dele, você já pode ensinar alguns comandos para educá-lo e adestrá-lo de acordo com as regras dos ambientes. Veja algumas dicas de como adestrar cachorro filhote em casa:

Use recompensas

Ele vai adorar ser paparicado cada vez que obedecer a um comando dado por você! Há vários tipos de petisco e frutas que você pode dar ao cachorro como estímulo. Além de petiscos, um carinho ou frase de incentivo (como “bom garoto!”) são muitas vezes suficientes como recompensa.

Adestramento profissional

Se você espera que o seu filhote seja, por exemplo, um cão de guarda, que tal tentar um adestrador profissional? Seu pet pode se tornar um verdadeiro sentinela pronto para defender tudo e todos, sem perder a graça e o amor que sente por você e por toda sua família.

Violência JAMAIS

Vale lembrar que um filhote amoroso e comportado reflete o comportamento recebido de seus pais, isto é, seus tutores. Procure socializar seu cachorro desde cedo, fazendo com que ele conheça seus familiares e que eles o respeitem, para o que inverso também aconteça. Dê muito amor para que ele aprenda a retribuir!

O que fazer em emergências?

A gente sabe que nem tudo é sempre perfeito, incluindo a saúde dos cachorros. Depois de saber um pouco mais sobre os cuidados básicos com um filhote, veja opções do que ter em casa caso ele se machuque de leve (se for algo sério, consultar um veterinário é fundamental, viu?). Confira outros cuidados importantes:

  • Viu algumas pulgas ou carrapatos caminhando pelo seu cachorro? Aplicar antiparasitas ou dar bom banho no filhote para que eles sejam eliminados não é o suficiente. Dessa forma, é preciso saber eliminar carrapatos e pulgas do cãozinho. Clique aqui para saber mais.
  • O veterinário disse que o filhote tem que tomar remédio. E agora? Certamente, nem sempre a tarefa é simples, mas existem algumas técnicas para facilitar a hora do remédio na sua casa. Você pode conferi-las clicando aqui.

Gostou do artigo? Então confira várias outras dicas no Guia dos Pais de Cachorro. Desde as dúvidas mais iniciantes até as dos mestres em ciência canina – e suas soluções!

Gostou? Compartilhe!

Vai viajar? Deixe seu cãozinho em um lar amoroso como o seu com a DogHero!

Saiba mais