image/svg+xml image/svg+xml

Floral para cachorro: para que serve?

floral-para-cachorro

Floral para cachorro: para que serve?

Você talvez já tenha ouvido falar sobre floral para cachorro, mas não saiba muito bem para que serve. Cada vez mais, mães e pais de cachorro estão preocupados com o bem-estar e a saúde dos seus peludos. É natural que muitos tenham o interesse em oferecer aos cães os mesmos cuidados que têm com a sua própria saúde. Não é à toa que o número de cães tratados com terapias naturais cresce a cada dia.

Assim, o uso de florais para cachorro tem se tornado cada vez mais comum na clínica veterinária, como forma de prevenção e tratamento de diversas doenças que acometem os cães. Muitos tutores ainda procuram a terapia floral por ser um tratamento mais leve ou quando não encontram na alopatia (tratamento com medicação) os resultados para a melhora de seus animais.

Mas qual a origem da terapia com floral para cachorro? Neste artigo contamos o que são os florais para cachorros, como podem ser úteis para eles, os tipos mais comuns e como escolher o melhor para o seu pet!

Floral x homeopatia para cães

Os florais para cachorro e a homeopatia têm uma origem em comum. Criada pelo médico alemão Samuel Christian Hahnemann, a homeopatia foi a base de inspiração para outro médico, o inglês Edward Bach, criar a terapia floral.

A homeopatia é um método terapêutico baseado no equilíbrio da energia vital e que busca estimular o organismo a combater uma doença. Para isso, trabalha com matérias-primas de origem animal, vegetal e mineral, que são diluídas e agitadas repetidamente (fase de sucussão) a fim de manter apenas a energia no produto final.

O pai da homeopatia utilizava essa terapia inclusive para a cura de enfermidades que acometiam o seu cavalo. Já o doutor Bach começou sua carreira produzido remédios homeopáticos até passar a se dedicar ao tratamento por meio do uso de flores. Assim, a terapia floral tem como matéria-prima as flores, árvores, plantas e arbustos.

O que as duas terapias têm em comum é o interesse pelo tratamento do paciente como um todo e não apenas a cura dos sintomas físicos causados pelas doenças. Assim, são tratamentos vibracionais, que buscam atuar no corpo físico e no estado mental do ser para combater uma enfermidade. Hoje em dia, além dos florais de Bach, existem as essências florais de Saint Germain, da Califórnia, do Alasca, da Austrália e da França.

Como os florais para cachorro podem ajudá-lo?

Na terapia floral, várias essências podem ser recomendadas para um único paciente. Isso porque os florais trabalham as energias positivas, com o objetivo de equilibrar e sustentar o campo energético do corpo. Os florais para cachorro podem melhorar a vida dos peludos de todas as raças, idades, origens e tamanhos.

O uso de florais para cães pode ser ainda mais eficiente do que em humanos, já que, ao contrário de muitas pessoas, os pets não questionam o funcionamento dos tratamentos oferecidos a eles, somente aceitam. Com isso, o organismo consegue trabalhar de uma forma mais evidente, curando integralmente e não apenas mascarando os sintomas.

Em muitos casos, os florais para cachorro são indicados apenas como um tratamento complementar, ou seja, associado a alopatia (medicamentos). No entanto, em caso de problemas emocionais como medo, ansiedade, depressão e estresse, são recomendados como parte importante do tratamento com comprovados resultados.

Isso porque os florais podem acelerar a resolução de problemas comportamentais, sem prejudicar a saúde do cão. Os florais para cachorros também podem ser recomendados para outros tipos de emoções e condições físicas que influenciam no bem-estar dos peludos:

– tristeza, superação de traumas (maus-tratos), solidão, hiperatividade, excesso de latidos;

adestramento;

– aceitação de um novo animal, de uma criança ou para melhorar a agressividade;

– lambeduras das patas e automutilação;

coprofagia (hábito de comer fezes);

– fase do cio;

gravidez psicológica;

– falta ou excesso de apetite;

– melhora do pelo e da pelagem;

– incontinência urinária e xixi no lugar errado (marcação de território).

Como oferecer floral para cachorro

Os florais para cachorro, assim como para humanos, são formulados com essências de mais de diversas flores e plantas. Para oferecer o floral ao cão você pode consultar um veterinário (que poderá manipular a fórmula) ou um especialista em comportamento animal.

No mercado pet é possível encontrar fórmulas prontas para os mais diversos problemas. O primeiro ponto para iniciar a terapia com floral para cachorro é identificar o problema que está acometendo o cão. A dose diária do floral pode variar de acordo com a formulação, mas geralmente o produto pode ser oferecido quatro vezes ao dia, por via oral. Caso o cão não aceite muito bem a aplicação diretamente na boca, para facilitar, as gotas podem ser pingadas na água ou na comida do pet.

Opções de essências de floral para cachorro

*Informações com base no site Bioflorais, marca especialista em produtos florais para cães. É essencial consultar seu veterinário!

Acalento – Acalypha reptans

Sentimento de abandono, desamparo, carência afetiva, sentimentos de rejeição.

Alba – Catharanthus roseus

Ansiedade, apetite acentuado, nervosismo.

Alegria – Russelia equisetiformis

Tristeza e autopunição.

Amel – Viburnum tinus L.

Trata a personalidade do animal, atuando sobre a desarmonia profunda, aliviando sintomas como irritação, medo, agressividade, depressão, etc.

Coração Róseo – Lagestroemia indica

Para momentos de grande dor e sofrimento insuportável.

Gatheia – Antigonon leptopus

Desânimo.

Genái – Ixora coccínea

Infelicidade e solidão.

Lítzia – Strelitzia reginae

Insegurança, ciúme, comportamento possessivo, apego, dependência emocional.

Mabella – Cassia spectabilis

Rebeldia e desobediência.

Nivus – Rhododendron x simsii

Descontrole e agitação.

Pérola Azul – Cinnamomun comphora

Pânico, medo, desespero.

Tilândia – Coreopsis lanceolata

Dor profunda, sentimento de perda, sensação de vazio, desespero.

Vantagens e desvantagens de floral para cachorro

Por sua composição natural, não há contraindicação para o uso dos florais em cães. No entanto, essa terapia não substitui a consulta com um veterinário para determinar o exato problema do pet, o uso de medicamentos alopáticos ou procedimentos cirúrgicos.

Todos os tipos de cães, desde filhotes até idosos, podem utilizar os florais para cachorro. O único cuidado é em relação a porcentagem de conservante alcóolico a ser utilizada na fórmula para cães idosos e com doenças crônicas. Não deixe de consultar um veterinário para garantir que não haverá prejuízos para o seu peludo.

Gostou das dicas? Então confira tudo sobre alimentação natural para cães!

Gostou? Compartilhe!