Cachorro vomitando sangue: o que pode ser?

Um cachorro vomitando sangue é sempre motivo de atenção, pois normalmente isso está associado a algum problema de saúde. Assim como nos humanos, é um sinal de alerta do organismo. A cor do sangue presente no vômito pode variar do vermelho brilhante até o marrom cor de café (sangue coagulado). A investigação de sua origem é necessária para poder fornecer informações importantes para o veterinário e permitir ele possa adotar a melhor conduta.

A primeira coisa que se deve observar nesses casos é a consistência do sangue. Isso porque nem todo o sangue expelido pelo cachorro vem de órgãos internos, sinalizando problemas gastrointestinais. Pode tanto vir de um corte interno provocado pela ingestão de algum objeto pontiagudo como de um machucado superficial em sua boca. Se o vômito apresenta apenas pontos de sangue com aspecto muito brilhante, parecendo “fresco”, é mais provável que a causa não seja gastrointestinal. Verifique também se há muco ou espuma no vômito e se o cachorro apresenta outros sintomas, como sangue nas fezes, diarreia, tosse e febre.

O que fazer quando meu cachorro está vomitando sangue?

Como ajudar o cachorro vomitando? Veja algumas dicas do que observar e como agir:

Acalme-se e analise a consistência do vômito

Se o cachorro começar a vomitar sangue, acalme-se e preste atenção na textura do vômito para distingui-lo de um regurgito. No primeiro caso, o conteúdo vem do estômago, enquanto no outro ele vem do esôfago. O regurgito não é preocupante. Frequentemente acontece porque o cachorro comeu rápido demais ou fez alguma atividade mais vigorosa logo após a refeição, como pular bastante durante uma brincadeira. Assim, se você constatar que se trata realmente de vômito com sangue, contate imediatamente o veterinário.

Cuide bem da alimentação do seu cão após o vômito de sangue

Depois do vômito, dê um tempo na comida. Tire-a do alcance dele e só volte a oferecê-la após uma hora. Tente mantê-lo bem hidratado para evitar que a perda de água pelo vômito o desidrate. Se o cachorro rejeitar água comum, vale até apelar para uma água de coco!

Amor e, principalmente, descanso

O cuidado com o cachorro vomitando sangue é mais efetivo quando aliado a muito amor e compreensão. O cão que passou mal e recebe tratamento medicamentoso precisa de muito carinho e atenção por parte do tutor. Por estar mais fraco ao expelir um líquido vital, ele vai ficar em seu cantinho, sossegado, para recobrar as forças e deixar que seu organismo se recupere. Com a medicação, a expectativa é de que ele melhore em 5 ou 7 dias. Se isso não acontecer, avise o veterinário.

Receita caseira para o cachorro vomitando sangue

Não é recomendável tentar quaisquer remédios caseiros para um cachorro vomitando sangue. Sem diagnóstico e com muitas causas possíveis, receitas caseiras podem retardar ou mesmo prejudicar bastante a cura.  O que deve ser feito é levar o animal de prontidão ao médico veterinário ou, caso não seja possível logo de imediato, mantê-lo hidratado e o tranquilo.

Causas e tratamento de vômito com sangue

São muitas as possíveis causas do vômito com sangue. E, como ele pode vir ou não acompanhado de outros sintomas, é bem difícil apontar com certeza qual é a base do problema sem exames clínicos. As mais comuns são:

– Úlceras gastrointestinais;

– Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs);

– Ingestão de objeto estranho;

– Venenos ou toxinas de animais (como insetos) ou plantas;

– Coagulopatia (distúrbio de coagulação do sangue);

– Lesões internas;

– Infecções;

– Câncer;

– Transtornos autoimunes;

– Síndrome do intestino irritável (dor abdominal e cólicas).

Muitas vezes o vômito com sangue é motivado por feridas internas, tais como lesões e úlceras. Nesses casos é bom controlar o que o cachorro come e a quantidade. Isso evita o agravamento ou surgimento de outros problemas, exigindo mais visitas ao veterinário.

Quando uma ida ao veterinário resulta na prescrição de medicamentos, é recomendável verificar com o profissional se estes não irritam o trato gastrointestinal. Os medicamentos conhecidos como AINEs, que são ácidos não esteroidais considerados fracos, podem provocar efeitos colaterais como vômito com sangue. O cachorro que tiver a Síndrome do Intestino Irritável, por exemplo, poderá sofrer mais com a ingestão desses comprimidos. Por isso é tão importante compartilhar todo o histórico do cachorro com o veterinário, incluindo doenças diagnosticadas, remédios prescritos e os efeitos colaterais que ele manifestou. Assim, ele consegue indicar remédios com menor risco.

Além disso, problemas mais graves exigem que se inicie o tratamento veterinário imediatamente, como no caso de envenenamento, coagulopatia, transtornos autoimunes, infecções e cânceres. O vômito com sangue é um aviso do corpo do animal de que as coisas não vão bem. Nesses casos, somente com a intervenção médica e um tratamento sério e contínuo que os melhores resultados são obtidos.

Como prevenir o vômito com sangue?

Muitas vezes, o vômito com sangue é algo inesperado. É por isso que o checkup regular é tão importante: ele permite a detecção precoce de problemas que, entre outros sintomas, podem gerar vômito com sangue.

O recomendável é observar a rotina e o comportamento do cachorro, assim como o ambiente em que ele vive. Saiba, por exemplo, o que ele come, qual animal ou humano se aproxima dele, se ele tem acesso a plantas que possam fazer mal e se ele gosta de mastigar (e talvez engolir) coisas que não são alimento. Reduzir ao máximo os potenciais causadores de problemas é uma atitude que ajuda a evitar o surgimento de problemas maiores.

Gostou do artigo? Então confira quais vacinas de cachorro dar todo ano para manter o pet protegido.