Um cachorro no cio significa que a maturidade sexual foi atingida, ou seja, quer dizer que a cadela está apta à reprodução. Se ela não foi castrada, certamente vai passar pelo cio. Mas lembre-se: castrar seu cachorro traz diversos benefícios à saúde do peludo. Considere conversar com seu veterinário sobre o assunto.

A situação de um cachorro no cio é delicada, tanto física quanto emocionalmente, pois a cachorra sente desconforto na região da genitália, faz mais xixi do que o habitual, além de se sentir irritada e distraída às vezes. Por isso é tão importante ter paciência e compreensão para cuidar dela.

De quanto em quanto tempo a cachorra entra no cio?

Antes de mais nada, é preciso saber que a primeira vez em que a cadela entra no cio, período também chamado de “ciclo estral”, acontece cerca de 6 a 8 meses após seu nascimento. Em alguns casos, pode demorar até 1 ano. Mas, se passar disso, é bom consultar um veterinário.

Quando seu corpo atinge a maturidade, entre 6 a 8 meses após seu nascimento, a cadela pode ter até 2 momentos de cio por ano. Ou seja, o ciclo estral acontece em média a cada 6 meses. Mas não se preocupe: os sintomas do cachorro no cio não duram todo esse tempo. O período de cio leva cerca de 2 a 4 semanas, em alguns casos quase 1 mês. Fique atento e, se o cio persistir, será necessário levá-la ao veterinário.

Sinais de cachorro no cio

Se o seu cachorro está no cio, é bom saber como ocorre o processo em seu organismo para saber como lidar com ele. A cachorra vai apresentar um sangramento por cerca de uma semana. Durante essa fase, ela não permite que nenhum macho monte nela. Para ajudá-la, evite que outros cães cheguem perto dela, apenas fêmeas. Se for possível, coloque-a para dentro de casa, num local seguro e aconchegante.

Passada primeira semana, o sangramento deve cessar e ela pode permitir a aproximação de machos, para cruzar. Nesse momento, o tutor da cadela deve saber da sua responsabilidade. Não é recomendado que você deixe sua cachorra cruzar sem supervisão de profissionais, para evitar riscos para ela e para os filhotes. E, caso isso aconteça, saiba que você será responsável pelos filhotes que virão.

Nos 10 primeiros dias depois do início do cio (pode se estender até os primeiros 15 dias), a cadela está mais fértil e disposta a conhecer pretendentes. Ela fica mais carinhosa e ao mesmo tempo carente com todos ao seu redor. Procure confortá-la oferecendo carinho e cuidados, mas, se não quiser que ela engravide, evite a aproximação de machos. A cada ciclo, ela pode engravidar apenas uma vez.

A importância de estar atento ao período de cio também se deve aos efeitos colaterais que podem afetar a cachorra. Quando não há cruzamento, ela pode desenvolver uma gravidez psicológica, o que causa dor e sofrimento. Se suspeitar de algo do tipo, procure um veterinário.

Cachorro castrado entra no cio?

Não deveria, mas acontece. Tudo depende de uma questão de tempo que se leva para castrar e também o desenvolvimento do organismo da cadela. Se ela for castrada antes do primeiro cio, isto é, antes de completar os seis primeiros meses de vida, ela não deve passar pelo cio. Isso porque seus órgãos reprodutivos estarão num tamanho menor, facilitando a remoção total dos tecidos que os compõem.

Além disso, a cachorra pode sofrer da Síndrome do Ovário Remanescente, que não se trata exatamente de um ovário que ficou para trás na remoção de todos os órgãos durante a castração, mas sim um pequeno tecido. Ele pode permanecer no abdômen da cadela e “ganhar vida”. Ou seja, ele pode secretar hormônios do período do cio mesmo sem ter um ovário ou mesmo um útero. É bom ficar de olho se isso ocorrer com a sua cadela, porque além dos sintomas físicos e emocionais, podem ser desencadeados também problemas como infecção na bexiga ou vaginal.

Fralda para cachorro no cio

Sim, há fraldas para a sua cachorra no cio. Mas por que elas são importantes? Porque, como na menstruação, o útero da cadela expele uma quantidade mesmo que mínima de sangue. E provavelmente você não vão ficar muito feliz com várias manchinhas vermelhas pela casa, não é mesmo?

Mas fique ligado: a fralda não é um método contraceptivo! O macho certamente encontrará um jeito de burlar a fralda. Logo, todos os cuidados com a sua cadela durante o cio são essenciais.

Se você ficou interessado, basta procurar pet shops e ver quais são as marcas e modelos disponíveis que mais se adaptam a sua cachorra. Há de pano, para quem quer cuidar também do meio ambiente, e descartável, que não dispensa o conforto e aposta na praticidade para o dia a dia.

Gostou das dicas? Então pode ser que queira ler também sobre como funciona a gestação dos cães!