image/svg+xml image/svg+xml

Cachorro com dor de barriga: o que fazer?

Cachorro com dor de barriga: o que pode ser?

Um cachorro com dor de barriga apresenta o problema como um sintoma, ou seja, é sinal de que algo está errado no organismo. A dor de barriga no cachorro é geralmente acompanhada de outros sinais como diarreia, vômitos e falta de apetite. Mas, mesmo que o pet não apresente todos esses sintomas, é preciso ficar de olho quando o cão tem dor abdominal.

O abdome é a região localizada entre o tórax e a pelve, também conhecido como ventre ou simplesmente barriga. Essa região abriga diversos órgãos importantes, como o estômago, os intestinos, o pâncreas, os rins… Por isso, quando há dor local, como um cachorro com dor de barriga, pode ser indício de que o animal está com alguma doença que precisa de atenção. Em outros casos, pode se tratar apenas de excesso de gases.

O que fazer quando meu cachorro está com dor de barriga

A primeira coisa a se fazer quando perceber o cachorro com dor de barriga é identificar a região exata em que o animal sente o desconforto e quais outros sintomas estão associados. Isso porque a região abdominal compreende uma série de órgãos do sistema digestório, urinário e reprodutor, além do baço, fígado, rins e pâncreas.

Muitas vezes, o tutor pode demorar a perceber a dor no abdome e só reconhecer que há algo errado quando outros sintomas aparecem. Alguns desses sinais podem ser:

– Abdome dilatado;

– Vômito;

– Apatia;

– Diarreia com ou sem sangue;

– Falta de apetite;

– Não querer beber água;

– Dificuldade para defecar ou urinar;

– Respiração acelerada;

– Gases.

Além disso, um cachorro com dor de barriga pode sentir muita cólica, queimação gástrica e você nem perceber! É importante prestar atenção aos sinais e, ao notar qualquer coisa fora do normal, procurar ajuda veterinária.

O que observar no cachorro com dor de barriga

Um cachorro com dor de barriga pode ser sintoma de diversas enfermidades. Por isso, quanto antes você levar o peludo ao veterinário, mais rápido o desconforto abdominal será sanado. Mas você, como um tutor observador, poderá informar ao veterinário a situação do pet. Por isso, procure notar os seguintes pontos:

– Quais os sintomas, além da dor de barriga, o seu cão apresenta?

– Há quanto tempo ele está com esses sintomas?

– Se ele teve diarreia, como era o aspecto do cocô (duro ou mole, cor, tinha sangue ou não)?

– O pet está comendo e bebendo água normalmente?

Causas da dor de barriga em cachorro

O cachorro com dor de barriga ou abdominal pode ser consequência de alterações nos vários órgãos presentes nessa região. Veja as causas mais comuns:

– obstruções no estômago ou intestinotorção gástrica;

– gastrite;

– retardo no esvaziamento do estômago;

– dilatação do estômago;

– parasitas intestinais;

– doenças inflamatórias ou infecciosas;

– neoplasias;

– formação excessiva de gases no estômago ou no trato intestinal.

Todas as doenças que podem afetar um cachorro com dor de barriga merecem atenção. Mas uma das que requer ainda mais cuidado e agilidade em ser diagnosticada é a torção gástrica. Nesse caso, o pet fica com a respiração acelerada e dor de barriga. O que ocorre é a torção do estômago em seu próprio eixo, devido à dilatação do órgão.

O problema é mais comum em raças de porte grande ou gigante. O único tratamento é cirúrgico e deve ser realizado o quanto antes. Para evitar o problema, é importante não oferecer todo o alimento diário do pet de uma só vez. Por isso, divida a ração ou dieta natural do pet em três refeições por dia, o que evita que o estômago do cachorro fique dilatado.

Outras doenças também podem estar associadas à dor de barriga no cachorro: problemas renais, pancreáticos, hepáticos, alterações endócrinas ou do sistema urinário e reprodutor. Além delas, pode ocorrer ainda a inflamação na cavidade abdominal generalizada, conhecida como abdome agudo ou peritonite. Trata-se da inflamação do peritônio, que é uma membrana que reveste a parte interna da cavidade abdominal e também as vísceras abdominais. Sua inflamação pode vir seguida por algum problema nos órgãos do abdome.

Esse também é um caso que requer agilidade no tratamento. Por isso, aos primeiros sinais de incômodo na barriga do pet, procure o veterinário.

Comer grama é sinal de cachorro com dor de barriga?

O hábito de comer grama pode ser um sinal que o cachorro está com de barriga, mas também com indigestão, cólica e até queimação. Muitos pets comem grama para facilitar o trânsito intestinal. Por ser composta de fibras, a grama pode até ajudar.

No entanto, não é recomendado permitir que o cachorro coma grama em locais públicos, como parques e praças, por exemplo. Isso porque esses locais podem estar cheios de parasitas que podem prejudicar os nossos peludos. E, se o seu cachorro tem esse hábito em casa, é importante evitar plantas tóxicas para cães e cultivar apenas as inofensivas.

Tratamento para o cachorro com dor de barriga e prevenção

Assim que o primeiro sintoma de dor de barriga for percebido no cachorro, o tutor deve levá-lo ao veterinário para obter o diagnóstico e realizar o tratamento específico. Exames de sangue, radiográficos e de imagem poderão ser solicitados. Em alguns casos, pode ser necessária a realização de cirurgia.

A prevenção é importante para manter a saúde do pet em dia. Por isso, leve o seu cachorro para realizar check-ups a cada seis meses ou um ano. Só assim você poderá ter certeza de que vai tudo bem com o peludo. E, para reduzir desconfortos abdominais comuns no dia a dia do cão, ofereça sempre uma alimentação equilibrada e faça a vermifugação periodicamente.

Consultou o veterinário e descobriu que o tratamento envolve medicação? Saiba como dar comprimido para o cachorro.

Gostou? Compartilhe!