image/svg+xml image/svg+xml

6 perigos para o cãozinho no ano-novo (e como protegê-lo)

Veja como proteger seu cãozinho dos riscos do ano-novo

Veja o que pode representar risco ao pet e os cuidados para garantir uma virada de ano tranquila

As festas de Réveillon podem ser muito divertidas, mas trazem alguns perigos que muitas vezes passam despercebidos por pais e mães de cachorro. Veja os seis principais e saiba como proteger seu cãozinho:

1. Fogos de artifício

A noite da virada pode ser um pesadelo para muitos cãezinhos. Os fogos de artifício, típicos do ano-novo, podem causar estresse, nervosismo e medo em muitos pets. Saiba como identificar se o cachorro tem medo.

Veja algumas formas de ajudar o cãozinho:

  • Feche portas e janelas perto da hora da virada e coloque uma música alta
  • Caso os fogos comecem e e ele continue ouvindo, faça festa, como se fosse uma comemoração
  • Ofereça petiscos ou brinquedos que ele adora
  • Não se mostre preocupado com o medo dele e se mostre no controle da situação
  • Não pegue-o no colo mesmo que ele peça, pois isso demonstra que ele está em situação de perigo
  • Teste a técnica da faixa, que consiste em passar uma faixa, ataduras ou um pano no cãozinho para diminuir o desconforto. Veja aqui o passo a passo

2. Comida humana

A gente sabe que a maioria das comidas de humanos representa perigo à saúde dos peludos. Mas, no final de ano, as refeições acabam incluindo com frequência são feitas em família ou amigos, e nem todos sabem do riscos que compartilhar pratos humanos pode trazer aos cãezinhos.

Fique atento para garantir que o cachorro não coma nada além do que faz parte da sua dieta normalmente. Ingerir alimentos diferentes do que está acostumado pode fazê-lo vomitar, sofrer uma intoxicação ou ter reações mais graves. Se isso acontecer, leve-o imediatamente ao veterinário.

Exemplos de produtos típicos das refeições de ano-novo que fazem mal ao pet:

  • Uvas e uvas passas (inclusive in natura)
  • Chocolate
  • Macadâmia
  • Caroço de ameixa
  • Caroço de pêssego
  • Cebola
  • Carnes temperadas

3. Bebidas alcoólicas

Assim como as comidas humanas, as bebidas alcoólicas são um risco para os animais de estimação. Tome cuidado na hora de abrir espumantes e outras bebidas que podem sujar o chão. Assim você evita que o cãozinho tenha fácil acesso a elas.

Lembre-se também de ficar atento ao comportamento dele durante as festas e, caso note algo estranho, procure ajuda de um veterinário.

4. Decoração

A decoração de Natal é colocada em dezembro, mas só sai de cena em janeiro. Por isso, durante o período, é preciso ter atenção redobrada. Luzes, aparelhos eletrônicos e pisca-pisca (que causam choques!) chamam a atenção dos peludos e envolvem energia elétrica, baterias e outros materiais perigosos (para eles e para os humanos também!). Evite deixar objetos como esses ao alcance dos animais de estimação.

Além disso, outros materiais usados para montar a decoração, como plantas, podem ser tóxicos para os pets. É o caso da planta bico-de-papagaio, tipicamente usada na decoração de Natal.

Veja outras plantas que podem causar mal ao cãozinho.

5. Estresse

Festas em família, reencontro com amigos, situações fora da rotina: tudo isso é comum no ano-novo e pode deixar cães e gatos estressados ou nervosos. Tente evitar ao máximo tirá-lo da própria rotina para garantir uma passagem de ano tranquila para ele.

6. Falta de atenção

A movimentação do final do ano envolve muitas tarefas e confraternizações. Isso pode fazer com que o animalzinho seja deixado de lado, receba menos atenção do que antes e até aumente o risco de fuga com o entra e sai de pessoas da casa.

Em uma época com tantas situações delicadas e estressantes para os peludos, procure não descuidar das suas necessidades — como brincar, passear e muito mais! Ele merece. <3

Feliz ano-novo para você e seu filhote de quatro patas! 🙂

Gostou? Compartilhe!