Conheça previamente seu hóspede para checar como ele está de saúde e se ele está protegido contra pulgas e carrapatos!

Antes de aceitar receber um cãozinho hóspede, você deve conhecê-lo previamente e conversar bastante com o tutor. Isso te ajudará não só a saber um pouco mais sobre os hábitos e a rotina do pet, mas também tirar todas as suas possíveis dúvidas sobre a saúde dele. Afinal, cada cãozinho tem suas peculiaridades e isso inclui também questões de saúde e bem estar.

É importante sempre perguntar ao tutor se o cãozinho está com a carteira de vacinação em dia, se ele faz visitas de rotina ao veterinário, se  possui alguma doença pré existente, faz uso regular de vermífugo ou de alguma medicação e, claro, se ele está com a proteção contra pulgas e carrapatos.

Tendo essas informações, além de ajudar a decidir se você poderá ou não hospedá-lo, você consegue se preparar para recebê-lo. É importante ter em mente que cães que estão sem as vacinas, o vermífugo e a proteção contra pulgas e carrapatos em dia não devem ter contato com outros cães, nem fazerem passeios na rua. Você deve ter esse cuidado para evitar problemas.

shutterstock_402267871

Se o cãozinho tiver alguma doença, alergia ou condição pré existente, é importante que você peça ao cliente o contato do veterinário dele e, além disso, um contato de emergência, um amigo ou familiar do cliente para quem você possa ligar caso não consiga falar  com o tutor durante a hospedagem. Cachorros nessas condições podem fazer uso regular de medicações orais ou injetáveis. Se você aceitar hospedá-lo, lembre-se também de medicá-lo nos horários indicados.

Outra questão super importante relacionada à saúde dos pets são as pulgas e carrapatos. Durante o pré encontro, discretamente, verifique se o cãozinho não está se coçando excessivamente e, se possível, se aproxime do pet, faça carinho nele para ver se acha algo e comente com o dono.

Esse tipo de parasita pode estar em qualquer lugar: parques, praças, rua, quintal, jardins, plantas e até mesmo na sua casa. Por isso é super importante conversar com o  cliente e certificar-se que a sua casa está protegida. Você deve manter os espaços limpos e, se perceber sinal de infestação, remover temporariamente os animais e dedetizar a residência. Se você tiver seu próprio cãozinho, lembre-se de mantê-lo sempre com remédio anti pulga e carrapatos também. Assim, mesmo que o hóspede venha infestado, seu pet estará protegido! 😉 

É importante lembrar, também, que a Garantia Veterinária não cobre gastos referentes a isso. Por isso, fique atento. Tomando os devidos cuidados você garante que seus hóspedes e seus próprios cãezinhos estejam protegidos de possíveis doenças e infestações! 🐶