Conheça o Buldogue Francês, cãozinho que é um ótimo companheiro: personalidade, história, dicas de saúde, beleza e mais!

PERSONALIDADE

  • Os freenchies, como são conhecidos, são bons companheiros para quem mora sozinho ou para famílias com crianças pequenas;
  • Teimosos, exigem um pouco de paciência e pulso firme no começo – até aprender como funciona a rotina da casa. Vale o esforço! Como são muito leais aos donos, quando aprendem um comando, adoram repeti-lo para agradar;
  • Desde filhotes, devem interagir com frequência com outros cachorros e humanos para continuarem adultos sociáveis.

HISTÓRIA

  • Origem: Inglaterra;
  • Primeiros registros: com a Revolução Industrial, em meados do século 19, os artesãos de Nottingham, especialistas em costurar renda, foram substituídos por máquinas e acabaram se mudando para a França. Esses profissionais tinham em casa buldogues menores – cachorros que descendiam dos buldogues ingleses e dos pugs – que seguiram junto na mudança de país. Os freenchies logo se tornaram muito populares entre artistas e a alta sociedade francesa.

PONTOS DE ATENÇÃO

  • Problemas respiratórios;
  • Risco de insolação;
  • Ganha peso facilmente;
  • Coração;
  • Ossos e articulações;
  • Olhos.

PESO

EXERCÍCIOS

NÍVEL BAIXO

 

 

  • Passeios leves.

TAMANHO DO PELO

  • CURTO

NECESSIDADE DE CUIDADO

  • BAIXA
  • Banho ocasionais.

Fonte: American Kennel Club (tradução livre) e livro The Dog Directory, do autor PS Davies.