pastor de shetland

Ele é um misto de alegria com responsabilidade (coisa rara ultimamente!). É bonito, carismático e sabe que encanta multidões por onde passa, mas nada convencido. É galã que se diz, não é mesmo? E ainda é atleta! Corre, salta e late como se não houvesse o amanhã… mas haverá. E ele estará ao seu lado e do seu lado.

O Pastor de Shetland é a prova viva de que a forma pode muito bem caminhar com o conteúdo. Considerada uma das raças mais inteligentes do mundo, ele não quer só o seu amor: ele quer muito mais. O tutor de um Shetland jamais poderá dizer que tem somente um cachorro em casa, mas, sem dúvida, um alicerce emocional para toda a família.

Você está pronto para um antes e um depois do sheltie?

  • Origem: Escócia
  • Peso: 6,3-12 kg
  • Altura: 33-40 cm
  • Expectativa de vida: 12-14 anos

História

“Mas não é um Collie? Parece um Collie… só que pequeno.”. Esta é a primeira coisa que muitos pensam ao vê-lo. E ninguém está errado ao achar isso! Aliás, a história do Pastor de Shetland explica isso.

Os primeiros cães da raça que surgiram, nas Ilhas de Shetland, na Escócia, eram pequenos, chegando a 45 cm de altura. Pode ter sido sim uma mistura entre as raças Collie, Border Collie e até mesmo o Cavalier King Charles Spaniel. E, embora sejam cães de estatura mediana para alta, como explicar aquele tamanho pequeno?

Durante algum tempo na Europa, a vegetação era escassa e a lei dos mais fortes imperava. Logo, já dá para imaginar que seu tamanho pequeno o permitiria consumir pouca comida, e isso contribuiu para a sobrevivência da raça. Naquela época, alguns animais, como o gado, precisavam de pastoreio. E quem melhor para fazer isso? Sheltie, claro.

Assim, a raça foi se popularizando pela Inglaterra, tornando-se a queridinha nas fazendas, por conta de sua habilidade de pastoreio. A princípio, quiseram chamá-la de Sheltland Collies, mas os criadores da raça Collie não gostaram da sugestão. Então, preferiu-se, por fim, unir o útil ao agradável: Pastor de Shetland.

Se quiser saber mais sobre cachorros de porte pequeno, clique aqui!

Características

Cores da raça

O Pastor de Shetland pode apresentar até três cores de uma vez na pelagem. Haverá sempre a presença predominante do branco nos matizes de cor. Assim, o Sheltie pode vir preto e branco; preto e castanho; azul “merle” (um azul claro prateado, mesclado com a cor preta); “sable” ou zibelina; e, por fim, o Sheltie tricolor, com preto no tronco e marcações intensas de castanho pelo restante do corpo.

Temperamento do Pastor de Shetland

O Sheltie é conhecido justamente por sua obediência e lealdade ao dono. Isto não seria diferente, tendo em vista sua função de pastorear, que exige dele vigilância e responsabilidade.

Ele é um cão gentil e alegre. Quando “incumbido” de cuidar de seu dono, assim como sua família, dedica-se quase que 24 horas a isso. Devido a esta característica, a de ser zeloso, não é muito receptivo logo de antemão com relação a estranhos. Convém ao dono do Shetland ser prudente neste quesito.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

Já com crianças e outros animais, ele é consideravelmente entusiasmado e bondoso. E por ele ter muita disposição, pode mordiscar os calcanhares delas enquanto brincam. Um cão primoroso, porém, cabe manter certa atenção sempre que possível.

O Pastor de Shetland late muito?

Sim, o Pastor de Shetland late bastante. É uma de suas características marcantes, inclusive. Sua postura vigilante de certo modo obriga-o a ser assim, como quem busca a todo momento avisar seu dono sobre os acontecimentos.

Entretanto, ele não é um cão que beira o latido insuportável. É uma demonstração bastante legítima de felicidade da parte dele latir em demasia para seu dono. Como mencionado, é uma de suas formas de se comunicar, além de transmitir suas emoções.

E, quando há perigo, a intensidade do latido se altera. Nada como um bom alarme natural para se ter como companheiro.

A raça é destruidora?

A raça não é destruidora, mas possui bastante energia. Isto naturalmente revela uma necessidade de gastá-la diariamente a fim de evitar transtornos e móveis deixados pela metade.

Se possível, recomenda-se deixá-lo na maior parte do dia do lado de fora de casa, correndo livre. Se o tutor do Sheltie mora em apartamento, deixe ao seu dispor o máximo possível de espaço, mesmo que o ambiente seja pequeno. Isto evitará aborrecimentos posteriores para ambos.

O Pastor de Shetland é agitado?

O Pastor de Shetland é agitado na medida certa. Ele precisa certamente de espaço para correr e brincar, porque é um cão cuja história se escreveu pelas longas pastagens e grandes fazendas. Logo, é como se seu DNA exigisse isso.

Todavia, não é porque você não pode proporcionar isso a ele que sua casa e sua paz de espírito estarão por um fio. O Sheltie é um cão obediente, sensível e, sobretudo, inteligente. Dê-lhe um espaço e jamais subestime sua inteligência. Assim, tudo correrá na maioria das vezes bem.

Cuidados

Banho e escovação: não precisa dar banho nele toda semana. Somente quando o Sheltie estiver muito sujo, ou com os pelos emaranhados, que é a hora de uma boa ducha.

Um ponto importante a ser ressaltado é a escovação. O Pastor de Shetland tem muito pelo e solta-os na mesma proporção. Obviamente que ele não deixará pela casa uma quantidade de pelos suficiente para se fazer uma peruca, mas, para algumas pessoas, isto pode ser um bom incômodo.

Para se resolver isso, basta escovar semanalmente sua pelagem, para tirar tanto os pelos soltos quanto possíveis peles mortas. Isto trará mais brilho, devido ao espalhamento dos óleos naturais de seu corpo, assim como proporcionará uma sensação agradável de relaxamento ao Sheltie.

Unhas e orelhas: a dica aqui é simples: mantenha as unhas do seu Sheltie sempre bem aparadas e as orelhas limpas. Quando as unhas dele estão grandes, incomodam e até mesmo doem. Por isso é bom cortá-las assim que necessário. Já as orelhas, contêm dobrinhas que podem alojar insetos e outras companhias indesejadas. Assim, lave sempre com cuidado esta região, além de observá-la semanalmente.

Dentes e olhos: escove os dentes do Sheltie de duas a três vezes por semana. Acostume-o desde pequeno e evite dificuldades na idade adulta. Quanto aos olhos, verifique-os sempre que possível para tratar alguma irritação provocada por calor ou poeira.

Saúde

Displasia de quadril: é uma doença hereditária que está relacionada com a má formação dos ossos do quadril do cachorro. Infelizmente, é uma doença degenerativa. Logo, quanto antes for diagnosticada, mais cedo o tratamento amenizará as dores e proporcionará algum conforto. Trata-se à base de remédios e fisioterapia.

Joelhos: o que pode ocorrer nos joelhos do Sheltie é a luxação patelar. É bem comum vê-la acometer animais de pequeno porte. Trata-se do deslocamento da patela, um osso cuja função é manter o alinhamento com o músculo quadríceps. Quando há luxação, a ligação é desalinhada, provocando dor e dificultando a mobilidade, causando a famosa “manqueira”. O tratamento é muitas vezes cirúrgico, com sessões posteriores de fisioterapia.

Dentes: cáries e tártaros são problemas passíveis de acontecer ao Shetland. Uma alimentação adequada, escovação dos dentes e visitas periódicas ao veterinário resolvem o problema.

Pele: a Dermatomiosite é uma doença de pele, hereditária e possivelmente autoimune que acomete os cães da raça Collie e Shetland. Lesões com inflamação podem surgir, levando a quedas de pelos ao redor dos olhos, orelhas e focinho. O ideal é procurar imediatamente um veterinário, para investigar o melhor tratamento dermatológico.

Substâncias antiparasitárias:  o Pastor de Shetland é sensível a substância ivermectina, encontrada em alguns remédios indicados ao tratamento contra vermes e demais parasitas. Não ministre ao seu bichinho este medicamento antes de consultar um médico veterinário.

Nível de exercícios do cachorro

Não pense que só porque o Sheltie é um cão de pastoreio que sua capacidade de se exercitar é exageradamente grande. Por se tratar de um cão pequeno, o recomendável é manter um nível médio de exercícios, como corridas curtas e pequenas distrações, como um frisbee.

Opte por fazer caminhadas com ele antes das dez da manhã, devido ao sol forte que pode queimar a parte mais sensível de suas patinhas. Se pretender fazer isto à noite, dê um tempo de até uma hora, uma hora e meia depois de o sol se pôr, para que o chão esteja fresco.

O limite de tempo para este conjunto de exercícios é de 45 minutos diários, nada mais. Assim, o ideal é planejar a rotina do animal na qual esteja incluída uma série de exercícios funcionais.

Preço

Se encantou com o Pastor Shetland e quer saber quanto custa ter um em casa? O preço pode variar de R$ 2.500,00 a R$ 10.000,00 — o valor foi calculado com base no preço de filhotes da raça nos principais sites de venda do país.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! 🙂

Curiosidades

Top 10: no ranking que mede a inteligência canina, o Pastor de Shetland figura na 6ª posição.

Censo Canino

A pesquisa da DogHero é feita com o maior banco de dados de cachorro da América Latina.

Popularidade: pastor de Shetland é a 38ª raça mais popular no Brasil

Nomes mais comuns: Luna e Max

Distância média percorrida por pastores de Shetland nos passeios com a DogHero: 2,5 km

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe sua experiência

Saúde

Socialidade

Energia

Facilidade de treinar

Nível de cuidados