cachorro-pastor-australiano-3

Ele até parece com o border collie, mas não é. O pastor australiano é uma raça bastante amorosa, companheira e pronta para qualquer parada. Criado como cão de pastoreio, nos EUA, ele precisa de muito espaço para correr e se exercitar, pois tem energia para dar e vender. Se você quer um cachorro cheio de raça e personalidade, o pastor australiano é a escolha certa.

Origem: Estados Unidos

Peso: 45-58 kg

Altura: 18-30 cm

Expectativa de vida: 12-15 anos

História

Apesar do nome, a origem do pastor australiano não é australiana, e sim norte-americana. Sua história começa no oeste dos EUA, provavelmente durante o período que ficou conhecido como a corrida do ouro, na década de 1840. Descendente de uma linha de cães de pastoreio europeus, os pastores australianos teriam vindo da região dos Pirineus, no sudoeste europeu, entre as regiões da França e da Espanha. E foi nessa região que o povo basco passou a usar o ancestral do pastor australiano como cão pastor.

Agora você deve estar se perguntando: “Mas então por que ele é chamado de pastor australiano?”. Durante a colonização da Austrália, muitos povos emigraram para a nova terra em busca de pastagens ricas para a pecuária, e os bascos estavam entre eles. E como eles se estabeleceram ali, puderam fazer vários aperfeiçoamentos na raça, dando origem ao pastor australiano como o conhecemos hoje.

Com o tempo, e muitas notícias sobre as riquezas encontradas no novo mundo, alguns bascos então deixaram a Austrália em busca de pastos ainda mais verdes e rumaram para os EUA, mais precisamente a região da Califórnia.

Acreditando que os cães que acompanhavam seus donos eram oriundos da Austrália (e até eram, embora sua ancestralidade remonte à Europa), os fazendeiros californianos os apelidaram de pastor australiano. Com o tempo, a raça foi sendo cruzada para melhorar suas habilidades para o trabalho, mas sua popularidade só aumentou mesmo quando começou a se apresentar em shows dos circuitos de rodeio dos EUA e a aparecer em filmes, a partir da década de 1950.

Os primeiros pastores australianos foram registrados pelo National Stock Dog Registry, mas o primeiro clube da raça só foi criado em 1957, o Australian Shepherd Club of America, formado para tentar obter reconhecimento do pastor australiano pelo American Kennel Club (AKC), o que só aconteceu em 1993. O pastor australiano geralmente é usado em fazendas, como cão pastor, mas por ser uma raça muito inteligente, também pode ser cão-guia para cegos e deficientes auditivos, e tem sido usado como um cão de busca e resgate, por ter um faro e uma agilidade super apurados.

Características

Cores da raça

A pelagem do pastor australiano costuma apresentar uma mistura entre o preto, o vermelho, ou fulvo, e o branco, suas cores básicas. É comum encontrar na raça uma linha de pelos brancos na região do peito ao pescoço, partes internas das patas e no focinho, e os olhos podem ter colorações variadas de marrom, verde, azul e âmbar.

Temperamento do pastor australiano

Os pastores australianos são muito voltados para as pessoas, sentindo uma necessidade intensa de estarem perto de seus tutores, seguindo-os como uma sombra.

São cachorros bastante sociáveis, por isso gostam de estar perto de humanos e outros animais (principalmente se tiverem sido socializados desde pequenos).

Embora seja um cão bastante ativo e versátil, além de muito inteligente, o pastor australiano gosta de um bom jardim. Mas não é o tipo de cachorro para ser mantido no quintal, pois ele gosta de se sentir como um membro da família.

Outra característica marcante é seu senso de humor e disposição. Eles estão sempre prontos para uma boa brincadeira e são incansáveis, o que os torna ótimas opções para quem tem criança pequena em casa.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

O pastor australiano tem um forte instinto de guarda e é muito territorial. Por esse motivo, pode não reagir muito bem a pessoas estranhas, demonstrando um comportamento bastante reservado. Mas isso pode ser mitigado se você o apresentar a uma variedade de lugares e pessoas desde filhote.

Com as crianças os pastores australianos são ótimos! Carinhosos, cuidadosos e sempre ágeis e prontos para agradar, eles adoram brincar e são muito gentis com os pequenos, que consideram como versões miniatura dos membros da família.

Já com outros animais eles não são tão receptivos, pois tendem a ser carentes da atenção de seus tutores. Vai variar de acordo com a idade em que o outro animal foi introduzido. Se ele chegar em casa e já houver aquele seu Garfield felpudo, ele o considerará da família. Mas se o animal chegar depois, ele vai fazer questão de mostrar quem manda ali.

O pastor australiano late muito?

Não! O pastor australiano é um cão mais silencioso. Provavelmente devido à sua predisposição para o pastoreio, pois os sons dos latidos costumam assustar as vacas. Outra razão para ele ser mais cauteloso quanto ao “que vai dizer” tem a ver com sua audição altamente sensível. Vai daí que seu latido costuma ser mais reservado para situações em que ele acredita que precisa, realmente chamar sua atenção. O que não vai acontecer com muita frequência.

A raça é destruidora?

Depende! O pastor australiano é muito ativo, inteligente e cheio de energia. Mantê-lo isolado no quintal ou preso o dia todo pode fazer com que ele incorpore um monstrinho. Ele deve cavar um buraco ou outro no quintal de vez em quando (para satisfazer sua aguçada curiosidade), mas esses comportamentos costumam ser menos comuns quando ele está feliz e cheio de espaço para correr e brincar, que é o que ele mais gosta de fazer.

O pastor australiano é agitado?

Os pastores australianos são extremamente ativos, mas não são elétricos, como os golden retriever, por exemplo. Não é muito comum ver um pastor australiano ter aqueles episódios em que o cachorro fica “doidão”, correndo e girando loucamente. Mas como ele tem bastante energia, vai ser comum vê-lo correndo atrás de um besouro, uma lagartixa ou, sinto muito lhe dizer, uma barata.

Cuidados

– Pelo: o pastor australiano não perde tanto pelo. Mas é bom fazer a escovação com alguma frequência, de preferência semanalmente, para tirar as impurezas que possam grudar nos pelos e a pele morta.

– Banho: como a pele do pastor australiano é seca, ele não costuma ter um cheiro muito característico. Portanto, os banhos não precisam ser dados com tanta frequência, somente quando necessário (como quando ele se divertiu em uma poça de lama). Quanto à frequência, uma vez por mês é mais que suficiente para manter seu pastor saudável. E não dê mais banhos que o necessário, pois isso pode fazer com que ele fique com a pele mais seca, causando perda de pelo.

– Unhas: as unhas devem ser aparadas a cada 2 ou 3 semanas, pois elas crescem com alguma rapidez.

– Orelhas: limpe os ouvidos do seu pastor australiano com frequência para evitar infecções e inflamações.

Saúde

Os pastores australianos são muito saudáveis em geral. Mas algumas condições são comuns à raça. Veja a seguir aquelas às quais você deve prestar mais atenção:

– Olhos: os olhos do pastor australiano em geral são um foco de atenção. Uma das condições comuns à raça é a catarata, normalmente causada por herança genética, que causa a opacidade do cristalino ocular. Outra condição comum é a atrofia progressiva da retina (que compromete gradativamente as células da retina até a cegueira). Portanto, verifique a saúde dos olhos do seu pastor australiano com frequência e leve-o ao veterinário a qualquer sinal de alteração.

– Quadril: os pastores australianos também têm predisposição genética a apresentar a displasia do quadril, uma doença que causa uma espécie de anomalia na formação do encaixe do quadril, podendo fazer com que ele tenha problemas de locomoção.

– Sangue: também de fundo genético, a doença de Von Willebrand é um distúrbio na coagulação do sangue causada pela deficiência de uma proteína. Ela pode acarretar hemorragias e sangramento prolongado. Por isso, é importante ficar bastante atento a qualquer sinal de cansaço ou desânimo no seu pastor australiano.

Nível de exercícios do cachorro

Os pastores australianos são ativos, atléticos, inteligentes e altamente motivados. Então, exigem um alto nível de exercícios físicos. Prepare-se para percorrer cerca de 23 km por semana e encarar 90 minutos de atividades diárias, entre brincadeiras, passeios e corridas, para gastar toda sua energia e manter a sua saúde em dia.

Preço

Quanto custa um pastor australiano? Saiba que o preço pode variar de R$ 2.500 a R$ 5.000 — o valor foi calculado com base no preço de filhotes da raça nos principais sites de venda do país.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! 🙂

Curiosidades

– Cão popular: a popularidade do pastor australiano deu um boom nos anos 1950, quando começou a figurar em shows, rodeios, filmes e programas de TV.

– Expatriado: embora seja australiano no nome, a raça como ela é reconhecida pela AKC é norte-americana, e não é considerada como uma raça nativa da Austrália.

– Aussies: os pastores australianos também são conhecidos como Aussies, gíria que os australianos usam para designar seus compatriotas.

Censo Canino

Ranking de popularidade: o pastor australiano é a 77ª raça mais popular no Brasil

Nomes mais comuns: Panqueca e Buddy (veja o top 10 no fim do post!)

Média de idade: a maioria dos pastores australianos do Brasil tem entre 5 e 7 anos

Cidades do Brasil com mais Pastor Australiano

Biguaçu – SC

0.009%

Palmas – TO

0.004%

Poços de Caldas – MG

0.003%

Vinhedo – SP

0.003%

Embu das Artes – SP

0.003%

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe sua experiência

Saúde

Socialidade

Energia

Facilidade de treinar

Nível de cuidados