raça de cachorro mastiff

O mastiff inglês, ou simplesmente mastiff, chamada em português de mastim inglês, é simultaneamente um lorde e um guerreiro. A raça destacou-se pelas décadas devido à sua bravura em defender aqueles que lhe são caros, sem perder o brilho e o bom humor que lhe são peculiares. Originário da Inglaterra, ele participou de muitos feitos heroicos pela História. Lutou, defendeu grandes personalidades, suportou dores que pareciam infindáveis e, por fim, repousou sua cabeça grande e afetuosa sobre o colo de sua família.

O mastiff ajudou a originar uma série de outras raças. Datada do tempo dos romanos, a raça é muito antiga e, graças aos seus maiores admiradores, pode prolongar sua existência até os dias atuais. Enquanto raças como o dogue alemão figuram entre as mais altas, o mastiff se consagra como o maior, graças ao porte musculoso e amplo que ostenta.

Origem: Inglaterra

Peso: 54,5-104 kg

Altura: 71-91 cm

Expectativa de vida: 6-10 anos

História

O mastiff foi criado na Inglaterra por mais de 2 mil anos como cão de guarda. Quando invadiu a Bretanha, no oeste da França. em 55 a.C., o imperador Júlio César os viu lutarem ao lado de seus tutores contra as legiões romanas e ficou impressionado com a coragem desses cachorros. Tão impressionado que levou alguns para Roma para que lutassem nas arenas, e isso os tornou célebres durante todo o império romano. Séculos depois, já na Idade Média, foram popularizados na Europa e utilizados como cães de guarda e de caça. Ou seja, suas funções tiveram o nível de agressividade atenuado com o passar do tempo, de acordo com a necessidade dos ambientes.

Dada a mudança de postura em suas ações, antes bélicas e agora menos combativas, o mastiff começou a ser utilizado em pequenas competições conhecidas como “rinhas” de cachorros, ainda na Idade Média. Durante muito tempo a modalidade brutal de esporte foi propagada pela Inglaterra, levando vários mastiffs à morte.

Sir Peers Leghs foi a personagem que, na história da raça, trouxe a redenção. Durante a batalha de Agincourt, Leghs, alvejado, foi protegido todo o tempo por seu mastiff inglês. Quando voltou para casa, Leghs criou uma associação na qual a raça recebia as condecorações mais do que merecidas por sua coragem e devoção. Assim, o mastiff inglês tornou-se mais uma vez reconhecido por suas qualidades ancestrais e perpetuado no imaginário de muitos mundo afora.

Características

Cores da raça

A raça mastiff possui uma seleta paleta de cores, passando apenas pelo creme, castanho-claro, castanho-escuro e preto. Em alguns cães da raça, a cor branca pode se matizar às demais, mas nunca roubando-lhes a cena. Misturadas e de coloração forte, as cores do mastiff sempre se destacam pela qualidade cintilante.

cores-mastiff-1

Temperamento do mastiff

Embora seu jeito imponente possa meter medo em quem o vê, o mastiff consegue ser um cão afetuoso na medida certa para quem o conhece. Como cão de guarda, a raça é bastante leal à família que o cria, defendendo-a até nos momentos de descontração (fica uma dica para os membros da família saberem brincar na presença de um mastiff).

Seu olhar calmo revela aos poucos o que há por trás de seu grande coração: um cão bem-humorado, feliz e amável. Mas é interessante e recomendável respeitar o seu espaço. Como um cão de grande porte, ele gosta de ficar esparramado pelo chão e costuma babar um pouco. Se você tiver paciência com esse jeitão preguiçoso, o mastiff será a melhor companhia para os seus momentos em família.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

Um grande amigo da família, a raça mastiff adora crianças. É comum ver vídeos na internet nos quais mastiffs são feitos de brinquedo por crianças do mundo inteiro. Mas é recomendável que suas ações sejam supervisionadas por um adulto e, claro, que as crianças respeitem seu espaço e os limites dele.

Aos estranhos e outros animais, recomenda-se que o mastiff seja apresentado aos poucos, com toda a segurança. Pois, devido ao seu instinto de proteção, ele pode encarar toda e qualquer pessoa como uma ameaça a quem ele ama. Assim, embora ele seja bastante inteligente, é melhor se lembrar que seu instinto ainda o rege, como qualquer cachorro.

O mastiff late muito?

Não. O mastiff é uma raça que raramente vai latir se a ocasião realmente não exigir isso dele. Mas é claro que, em momentos de perigo, ele vai fazer questão de soar seu latido que, em momentos de fúria, pode parecer mais um rugido.

A raça é destruidora?

A raça mastiff é bastante tranquila. Dando-lhe um canto com bastante espaço, comida e segurança, ele se vai se tornar quase imperceptível aos membros da casa. Mas é claro que, se você decidir brincar, é bom afastar os móveis do lugar. Esse grande cachorro arrasta uma multidão quando está empolgado.

O mastiff é agitado?

Não. O mastiff é conhecido pelo comportamento realmente sossegado. Embora precise de atividades físicas, ele faz mais o estilo lento e pesadão, quase preguiçoso.

Cuidados

Diferente de outros cachorros de grande porte cheios de energia, o mastiff não requer muita disposição do tutor nesse sentido. Veja como é a manutenção de um mastiff:

– Baba: mastiffs babam um pouco. Por isso, limpar regularmente o seu rosto com um pano seco vai dificultar aquele acúmulo de baba e destacar a beleza natural do cachorro.

– Calor: o mastiff não gosta de calor. Mesmo que more em uma casa com quintal, ele gosta é de ficar dentro de casa, com a família que ele protege.

– Banho: devido ao seu forte cheiro de cachorro, é possível que o banho seja feito frequentemente. Mas é preciso ter cuidado com banhos em excesso, pois seu pelo produz um óleo que o torna mais reluzente tanto quanto o protege de demais intempéries. Remover essa camada oleosa natural pode causar problemas de pele como dermatoses. Consultar um veterinário para entender a melhor a frequência e os produtos que podem ser usados é fundamental.

– Escovação: é importante escovar o pelo do mastiff uma vez por semana para ajudar a remover os fios mortos e soltos, bem como ajudar na distribuição de seu óleo natural, além de beneficiar toda a sua pele e seu casaco peludo.

– Unhas e orelhascorte as unhas do mastiff regularmente e verifique se há qualquer anormalidade. As orelhas também requerem cuidado, pois podem acumular cera ou mesmo abrigar insetos e demais invasores que comprometem sua saúde. Além do mais, unhas e ouvidos sempre apontam o estado de saúde dos seres vivos. Logo, ficar de olho neles garante mais longevidade ao animal.

Saúde

O mastiff possui uma condição bastante saudável. Mas, sem dúvidas, ele não dispensa cuidados básicos com relação à higiene, alimentação e escovação do pelo. A atenção a alguns aspectos vai evitar (ou atenuar) problemas de saúde.

– Quadril: displasia coxofemural é uma doença que pode comprometer significativamente os movimentos dos membros inferiores do mastiff. Geralmente, ela vem acompanhada da idade, mas com alguns cuidados ela pode ser retardada.

– Joelho: a osteocondrite dissecante acontece quando há uma rigidez e ressecamento das juntas que unem os membros inferiores do mastiff. O problema pode ser prevenido a partir de dietas balanceadas e exercícios físicos moderados.

Nível de exercícios do cachorro

Se pudesse, o mastiff ficaria o dia todo esparramado pelo chão, pois a verdade é que esse cachorro não é muito chegado a se exercitar. No entanto, é preciso fazê-lo se levantar e se movimentar. Seu ritmo lento e sossegado significa que precisa de um pouco menos exercícios que outras raças. Na prática isso é o equivalente a percorrer por cerca de 24km por semana ou uma hora de atividades físicas por dia para manter a saúde.

Preço

Quem sonha em ter um filhote da raça esbarra na dúvida: quanto custa um mastiff? O preço pode variar de R$ 350 a R$ 9.400 — o valor foi calculado com base no preço de filhotes da raça nos principais sites de venda do País.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! 🙂

Curiosidades

– Gigante: o mastiff é considerado por muitos especialistas como a maior raça de cachorro conhecida na história, alcançando até 91 cm de altura.

– Recordista: Zorba foi um mastiff recordista, em 1989, por seu impressionante tamanho, que chegou a cerca de 94 cm de altura e 155,5kg. Esse gigante apresenta números ainda mais impressionantes quando medida da ponta de seu nariz até fim de sua cauda, resultando em 2, 43m.

– Lutas: em Roma, o mastiff lutava nas arenas contra gladiadores, touros, ursos leões e tigres.

Censo Canino

Ranking de popularidade: o mastiff é a 143ª raça mais popular no Brasil

Nomes mais comuns: Corona e Ted (veja o top 5 no fim do post!)

Média de idade: a maioria dos mastiffes do Brasil tem entre 2 e 4 anos

Cidades do Brasil com mais Mastiff

Rio Branco – AC

0.74%

Guarujá – SP

0.18%

Duque de Caxias – RS

0.13%

São Bernardo do Campo – SP

0.03%

Florianópolis – SC

0.02%

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe sua experiência

Saúde

Socialidade

Energia

Facilidade de treinar

Nível de cuidados