cores-border-collie-1

O border collie ocupa o primeiro lugar no ranking mais conhecido de inteligência canina, elaborado por Stanley Coren. Além de muito esperta, a raça tem um grande instinto protetor. É muito fácil treinar um border collie: devido à união entre inteligência e afeto, ele se destaca entre muitos cachorros na capacidade de entender ordens e colocá-las em prática.

Todo mundo tem aquele amigo que gosta de reunir o grupo: no mundo canino, o border collie realiza muito bem esse papel. A raça ficou conhecida por pastorear ovelhas e auxiliar na segurança das fazendas. E, graças a esse instinto único de proteção, conquistou não somente as grandes famílias do campo, como também caiu no gosto de todos que desejam ter um amigo de quatro patas.

Origem: Grã-Bretanha

Peso: 12-20 kg

Altura: 46-56 cm

Expectativa de vida: 10-17 anos

História

Nos idos de 1915, a raça ainda não era conhecida pelo nome ao qual responde hoje. Chamada de sheepdog até aquele momento, o border collie ganhou a atual denominação devido ao seu local de origem: a fronteira entre a Escócia e a Inglaterra, em Northumberland. Aliás, sua história é mais antiga que seu próprio nome, pois, segundo documentos, a trajetória da raça border collie remete ao tempo em que os romanos invadiram o território inglês, por volta do primeiro século a. C., trazendo consigo cães de pastoreio. Pelo que indica o comportamento da raça, é bem possível que esteja mesmo vinculada a grandes e memoráveis conquistas (como as romanas!).

Assim como com os romanos, é comum associar todos os border collies a cães de pastoreio famosos pela história. O border collie, que foi oficialmente reconhecido pelo American Kennel Club (AKC) em 1995, inegavelmente se tornou uma das peças-chave da boa organização e manutenção de territórios pelo mundo, pois não somente traz em seu DNA o instinto de vigilância, como também lembra a boa índole dos grandes guerreiros por meio de seu comportamento gentil, solícito e amigo.

Características

Cores da raça

Há uma boa gama de cores que pode ser encontrada na raça border collie: preto, cinzento, castanho, vermelho, creme, azul, prata, branco, sable (um tom escuro e próximo ao preto), tigrado e com duas cores (normalmente preta e branca).

É raro ou praticamente impossível encontrar um cão da raça border collie totalmente branco. Costuma haver sempre uma bela mescla de tonalidades em sua pelagem, que resulta em lindos desenhos por seu corpo. Essa combinação traz graça e leveza à raça.

cores-border-collie-2

Temperamento do border collie

O border collie, se fosse humano, seria praticamente um atleta olímpico. Corredor nato, ele nasceu querendo ganhar as pistas, que, nesse caso, são os lugares por onde passa (sempre em considerável velocidade). E a raça é também extremamente inteligente! Quando você direciona uma ordem ao border collie, logo ele a aceita e executa: praticamente o funcionário do mês de qualquer empresa. A obediência faz parte do seu DNA.

Mas é preciso orientá-lo quanto a toda essa desenvoltura física e intelectual – você tem que saber ajudá-lo a te ajudar. Quando ele se sente sozinho ou sem a devida atenção, pode se tornar um cão arredio. Sua qualidade de pastoreio, quando também não controlada, pode levá-lo a correr atrás de qualquer coisa, como pequenos objetos, carros, motos e outros. É bom cuidar dessa raça para que seu comportamento solícito e alegre não o faça perder o fio da meada.

A raça com crianças, estranhos e outros animais

Embora seja apegado à família, o border collie é um tanto reservado com estranhos. Devido ao seu tipo físico e seu comportamento, é recomendado que, quando ele estiver em contato com crianças, o tutor ou alguém responsável esteja por perto para supervisionar suas brincadeiras. Geralmente ele se dá melhor com crianças mais velhas.

Se a questão for a companhia de outros cães, ele se dá bem com os do sexo oposto. Mas é preciso cuidado se o outro cachorro não gostar de ser (literalmente) encarado ou alegremente perseguido (por causa do instinto de pastoreio). O ideal é que sejam estimulados desde pequenos a conviver com os outros em harmonia. Para tanto, expor o filhote a diferentes situações, pessoas e animais ajuda a torná-lo um adulto capaz de lidar tranquilamente com as mais variadas situações.

O border collie late muito?

Depende. Um border collie adestrado não late de graça, sem motivo. Por seu comportamento às vezes tímido, ele tende a ser mais centrado e observador. Os latidos podem vir em momentos realmente necessários, como em situações de alerta ou felicidade extrema, por exemplo. Sem adestramento, latidos e uivos são comuns nessa raça, por conta do seu histórico de pastoreio.

A raça é destruidora?

A raça border collie não é daquelas que se revolta sem motivo. Se uma situação do tipo vir à tona, boa parte da culpa pode estar no tratamento dado a ele. Isso porque o senso de lealdade do border collie é tamanho que ele chega a sofrer de ansiedade, o que se manifesta em problemas como a ansiedade de separação. Para evitar, dê carinho e atenção ao seu cachorro. Basta tratá-lo corretamente, atendendo às suas expectativas, que você não vai enfrentar problemas dessa natureza

O border collie é agitado?

Sim, mas no bom sentido, claro. O border collie é um cachorro muito ativo, cheio de energia e brincalhão que só ele. É recomendável ter uma energia parecida com a da raça para poder acompanhá-lo nos mais diversos e divertidos momentos do dia.

Cuidados

O border collie precisa de uma boa dieta calórica devido ao seu gasto energético diário. Cuidando bem de sua alimentação, seu desempenho e saúde só têm a ganhar. Veja abaixo mais recomendações de cuidado com relação ao border collie:

– Quadril: a displasia de quadril é uma má formação que pode acontecer por diversos fatores, entre eles genéticos, nutricionais e os do próprio ambiente em que o cachorro vive. A postura e a maneira de andar do border collie devem ser observadas com frequência para que desvios possam ser detectados precocemente.

– Liberdade: embora ele goste de receber atenção, é recomendável deixá-lo livre pelos espaços. O border collie é uma raça que aprende muito e quase que essencialmente à base de amor e carinho. Logo, manter o equilíbrio o tornará amável sem ser tão dependente.

– Banhos: não há necessidade de dar banho mais do que uma vez por mês.

– Pelos: é necessário escovar seu pelo diariamente para que fique desembaraçado e livre de sujeiras. O hábito ainda ajuda a espalhar a oleosidade por toda sua pelugem, o que é benéfico para ele porque mantém o pelo saudável e brilhante.

Saúde

O border collie é uma raça muito saudável. Ocasionalmente, pode sofrer com problemas de saúde comuns a todos os cachorros. Não são necessários muitos cuidados para que ele tenha uma boa qualidade de vida.

– Dentes: a raça possui dentes e maxilares fortes, bem ajustados e com uma perfeita, regular e completa mordedura. Todavia, é sempre bom e recomendável que a escovação seja feita regularmente, para assegurar sua saúde bucal.

– Quadril: a displasia de quadril é uma doença que causa má formação do quadril. É preciso ficar atento ao border collie, que pode sofrer com o problema.

– Olhos: o border collie pode desenvolver problemas nos olhos, como a atrofia progressiva da retina, que pode causar cegueira.

Nível de exercícios do cachorro

Como vai seu fôlego? Já deu para perceber que o border collie é uma raça que se exercita muito, não é mesmo? Como originalmente ele auxiliava no pastoreio, isto é, vivia no campo correndo de lá para cá, o border collie adora uma estimulação física e mental. A recomendação é de 90 minutos de exercícios por dia, que podem incluir atividades como jogar brinquedos ou bolas para ele pegar, corrida, natação ou qualquer outra que demande muito fôlego e superação. Todas são desempenhadas maravilhosamente bem por ele. E, de maneira surpreendente, esse cachorro não vai querer parar, mesmo depois que seu dono estiver cansado. O ideal é manter uma média de 20 km de caminhada por semana, perto de 3 km por dia.

Preço

Se apaixonou por toda a disposição e inteligência da raça e quer saber quanto custa um border collie? O preço pode variar de R$ 600 a R$ 5.000 — o valor foi calculado com base no preço dos principais sites de venda do País.

Antes de decidir comprar um cachorro, lembre-se que existem muitos animais abandonados nas ruas ou resgatados por ONGs à procura de uma família amorosa. Adotar é tudo de bom! 🙂

Curiosidades

– Parte da história: o border collie é famoso por descender de cães pastoreio que acompanharam povos famosos na história, como os romanos e os vikings.

– Protetores: os cães da raça border collie, quando pressentem que alguém de sua família está em perigo, estão sempre prontos para a defendê-lo, custe o que custar.

Censo Canino

Ranking de popularidade: o border collie é a 16ª raça mais popular do Brasil

Nomes mais comuns: Mel e Bob (veja o top 10 no fim do post!)

Média de idade: a maioria dos border collie do Brasil tem até 1 ano

Cidades do Brasil com mais Border Collie

Itapetininga – SP

6.7%

Vinhedo – SP

5.5%

Pindamonhangaba – SP

4.7%

Atibaia – SP

4.6%

Uberaba – MG

4.6%

Gostou? Compartilhe!

Compartilhe sua experiência

Saúde

Socialidade

Energia

Facilidade de treinar

Nível de cuidados