Cachorrinhos adoram comer e, se eles não querem se alimentar, é preciso investigar o motivo. Saiba como identificar quando isso é um problema e o que fazer nestes casos!

Por quais motivos o hóspede pode não querer comer?

Existem alguns fatores que podem fazer o cachorrinho perder a fome ou simplesmente optar por não comer.

🌅 Clima: Se estiver muito quente, alguns cães podem perder o apetite, optando por se alimentar em horários noturnos quando a temperatura estiver mais amena.

🏡 Mudança de rotina: estar em um novo ambiente pode estressar o animalzinho, ainda mais por não estar na companhia de seus donos, fazendo com que parem de se alimentar por estranhar as mudanças.

🍴 Horário da alimentação: quando o cãozinho está acostumado a comer em determinado horário e a comida lhe é oferecida em outro, ele pode não querer consumi-la por não estar habituado ao novo horário.

🍜 Local da alimentação: alguns cães precisam de ambientes calmos e silenciosos para se alimentarem, sem nenhum tipo de intervenção ou distração.

🐩 Quantidade de cachorros: Algumas vezes podem acontecer “competições” entre os pets ou atitudes dominantes. Cachorros mais competitivos ou com instinto de liderança podem inibir os demais e, algumas vezes, até impedir que eles comam sua própria ração.

shutterstock_460569625

O que não devo fazer?

Nestes casos, você não deve oferecer petiscos entre as refeições, misturá-los na alimentação, e nem dar ao hóspede algo que não tenha sido indicado pelo tutor (rações molhadas, restos de comida ou alimentação caseira). Ele pode não ser acostumado a consumir esses alimentos e, em situações como essa, dar algo diferente para ele pode incentivá-lo a não querer comer a ração habitual para conseguir outros tipos de comida. O pet poderá, inclusive, passar mal por estar comendo algo que não está acostumado.

É importante, também, não forçar o cachorrinho a se alimentar. Isso pode fazer com que ele se zangue e tenha atitudes agressivas.

Não deixe ração “velha” nos potes. Se o hóspede não a consumir, retire e, no próximo horário de refeição, coloque uma nova porção de ração para ele.

O que fazer quando o hóspede não quiser comer?

Em primeiro lugar, você deve observar o cãozinho e seu comportamento. Se ele não se alimentou em alguma refeição, mas está brincando e agindo normalmente, pode ser que ele realmente não esteja com fome, ou que naquele momento ele esteja muito eufórico querendo interagir e reconhecer o novo ambiente.

Não se desespere! Se for um cachorrinho acostumado a comer mais de uma vez ao dia, espere até o horário da próxima refeição para verificar se ele realmente não irá comer. Se ele for acostumado a ter a comida sempre à disposição, verifique quanto tempo ele passará sem comer e só encare isso como algo preocupante se ele passar o dia todo sem se alimentar. Observe, também, se o hóspede está bebendo água. Caso sim, esse é um sinal de que ele está se mantendo hidratado.

Se você tiver seu próprio peludinho ou se estiver hospedando mais de um cachorrinho, é importante separá-los na hora da alimentação, proporcionando a todos um ambiente calmo e silencioso. Isso evitará que eles briguem pela comida, que comam o que não devem e atitudes dominantes entre eles.

shutterstock_474580348

É importante, também, tentar fazer com o hóspede se alimente. Para isso, seja paciente e os seguintes passos, na ordem em que estão:

  1. Oferecer a comida em momentos tranquilos, sem pressa, nos horários mais frescos do dia, longe de outros cães;
  2. Alguns cães, ao contrário, são estimulados vendo outros comerem. Nesse caso, deixe o hóspede comer na companhia de outro cãozinho, mas fique atento! Alimentação coletiva pode gerar brigas e você tem que estar sempre presente nesses momentos para evitar qualquer tipo de transtorno;
  3. Ofereça a refeição fazendo carinho e conversando com o pet. Sente-se no chão ou até deite de bruços de frente para ele. Coloque a comida na sua mão ou tente colocar a comida na boca do hóspede para ele sentir o gosto;
  4. Alguns animais são tímidos e precisam ficar um tempo sozinhos pra comer. Dê esse espaço a ele para que ele fique alguns minutos sozinho para conseguir se alimentar;
  5. Umedeça a comida com água morna antes de oferecer ao hóspede, isso a deixará mais macia e cheirosa;
  6. Alguns hóspedes podem se interessar pela comida do cãozinho Anfitrião. Por isso, tente oferecer alguns grãos da comida do amigo e depois ofereça a própria comida, muitas vezes isso já o suficiente para abrir o apetite dele; 
  7. Quando só um pouquinho da comida de outro cachorro não adiantar e ele quiser comer toda comida do amigo, permita em uma primeira refeição e nas próximas tente retornar a sua original. Se mesmo assim ele se recusar a comer a própria comida, troque totalmente por aquela que ele gostou. Essa não é a melhor opção pois qualquer troca de alimentação deve ser gradual, mas em casos de muito tempo sem comer, é melhor comer uma comida diferente do que ficar sem comer nada; 
  8. Fornecer uma comida caseira feita com arroz, cenoura e um pouco de carne ou peito de frango cozidos e desfiados (sem tempero e sem sal). Se o hóspede aceitou bem, tente introduzir aos poucos a ração dele junto dessa comidinha caseira, e em cada refeição vá diminuindo a comida e aumentando a quantidade de ração até voltar a alimentação habitual.

Não esqueça de sempre informar todas alterações de dieta ao tutor e consultá-lo previamente. É importante saber se o cãozinho não possui algum tipo de restrição alimentar ou alergia a algum componente de rações.

Em quais situações devo me preocupar?

O hóspede não querer comer é realmente preocupante, mas é importante que você saiba identificar quando isso pode ser um sinal de alerta:

  • Quando, além de não comer, ele estiver tristinho, com diarreia ou vômito, febre, tosse ou alteração na cor dos olhos;
  • Quando ele não se alimentou em nenhum dos horários indicados pelo tutor e está um dia inteiro sem comer;
  • Se ele estava comendo normalmente e, de uma dia para o outro, parou de se alimentar.

Nestas situações você deve comunicar o tutor, até mesmo para verificar com ele se o hóspede em algum momento já apresentou esse tipo de comportamento. Se ele achar necessário, com o consentimento do tutor, leve o pet até o veterinário. Afinal, o cãozinho não se alimentar pode ser um sinal de que há algo errado acontecendo.

Em alguns casos os hóspedes podem ter um pouco mais de dificuldade para comer e/ou falta de apetite, como cães idosos, cães que estão em tratamento veterinário, recebendo medicações ou que possuam condições pré existentes como gastrite, refluxo ou desequilíbrio hormonal.

Por isso é super importante sempre fazer o pré encontro. Além de conhecer melhor o seu futuro hóspede, incluindo sua rotina de alimentação, você também terá informações dele que te ajudarão a entendê-lo e a identificar se ele realmente está com algum probleminha, ou se só não está se alimentando por ainda estar em processo de ambientação! 🐶