image/svg+xml image/svg+xml

Hospedar o cachorro com parentes e amigos: vale a pena?

Hospedar o cachorro com parentes e amigos: vale a pena?

Explicamos os prós e os contras de deixar o pet com pessoas próximas

Pintou uma viagem e não sabe com quem deixar o cãozinho? Hospedar o pet com parentes ou amigos que gostam de cachorro pode ser a solução mais simples, mas nem sempre é a melhor opção para o bem-estar e a saúde do peludo. Entenda os prós e contras de deixar o cãozinho com pessoas próximas:

Prós

Você os conhece e os ama

Cachorros são parte da família e, muitas vezes, são como filhos. Por isso, hospedar o pet com pessoas que você ama e confia que vão tratar o cãozinho com carinho é uma opção confortável.

É grátis

Viajar envolve muitos custos. Hospedar o pet de graça pode ajudar a não aumentar os gastos relacionados à viagem. Nesse caso, deixar o cãozinho com pessoas próximas pode ser uma solução.

Disponibilidade

Assim como os gastos, planejar e se preparar para uma viagem envolve diversas tarefas. Encontrar um local temporário para o cachorro é uma delas, e se a casa da família ou amigos for uma opção para hospedá-lo, tudo fica mais fácil.

Contras

As necessidades do pet podem ficar em segundo plano

Seu cãozinho toma remédios ou tem uma alimentação regrada? Precisa de brincadeiras e passeios para gastar energia? Tem alguma dificuldade de locomoção e precisa de atenção especial? Será que seus familiares ou amigos estão preparados para lidar com as necessidades do peludo?

Eles têm a própria rotina e podem ter dificuldade em deixá-la de lado para cuidar do seu cachorro. Cuidados como escovação dos pelos, fazer a limpeza dos olhinhos e patinhas, manter um local adequado para as necessidades e fazer a troca de jornal ou tapete higiênico com regularidade são fundamentais para a saúde e o bem-estar do cachorro.

Além disso, mudanças de planos são comuns nas férias, e depender de parentes e amigos que podem mudar de ideia pode ser arriscado – e inconveniente.

Eles podem não saber como protegê-los de situações que causam medo

Especialmente nas festas de Natal e Ano-novo, muitos cães sofrem com os barulhos de fogos de artifício, por exemplo. Família e amigos nem sempre sabem o que fazer nessa situação, o que pode gerar estresse no cachorro.

Mudanças na rotina

Assim como com as crianças, pessoas próximas costumam achar que sabem melhor do que você o que é melhor para o seu cãozinho. Por isso, ao deixá-lo com eles, o cachorro  pode ser acabar fugindo da rotina forçado a rotinas diferentes da sua habitual. Caso o pet seja acostumado a dormir na cama, por exemplo, eles podem querer “educá-lo” a dormir do lado de fora, ou a ficar bem longe do sofá.

Além disso, se seu cãozinho é daqueles que não pode sair da dieta porque está acima do peso ou tem alguma alergia, você sabe bem que manter a alimentação correta é importante. Familiares ou parentes podem não ficar tão atentos às instruções do tutor e dar comidas diferentes das que ele come, em outros horários.

O ambiente é seguro para um cachorro?

Você já parou para pensar que a casa ou apartamento de quem não tem cachorros pode não ser segura para um animal de estimação? A falta de cercas, telas e portões adequadas, degraus ou objetos espalhados pelo ambiente podem oferecer risco para o peludo, principalmente porque ele não está habituado ao local.

É preciso estar atento a alimentos e plantas que podem ser tóxicas aos cães, aos quais ele pode ser exposto. Se o cãozinho costuma revirar o lixo, por exemplo, é necessário ter cuidado para não deixar nada que faça mal ao alcance dele e estar atento.

A presença de crianças ou outros animais que não convivem com o seu filhote, como aves e gatos, também pode ser um fator sensível para alguns pets. Se não estiver habituado, o cão pode se tornar agressivo e causar confusão.

Pedir favor é chato

Delegar a responsabilidade de cuidar de um cachorro, que exige muitos cuidados e atenção por dias ou semanas, não é algo trivial. Avalie bem se  expor o pet e as pessoas que vão cuidar dele vale a pena.

Leve em conta que, além das necessidades que têm, os cães fazem sujeira e podem gerar estragos – como móveis e objetos mordidos! É importante hospedar o pet com alguém que fique de olho nele e garantir que tudo vai correr bem – afinal, você quer que ele  volte saudável e que a casa do seu familiar ou amigo  continue inteira.

Seu cãozinho merece mais

Pets são como filhos. Por isso, quando pais e mães de cachorro viajam, a melhor forma de diminuir a saudade é saber que ele está bem cuidado, recebendo amor, atenção e com a mesma rotina que tem em casa, o que minimiza a ausência dos tutores.

Na DogHero, você hospeda seu cãozinho com um Anfitrião que ama cachorros e está preparado para seguir as suas instruções sobre como cuidar dele. Encontre já o Anfitrião perfeito para cuidar do seu cãozinho! <3

Gostou? Compartilhe!