image/svg+xml image/svg+xml

Hospedar o cachorro com parentes e amigos: vale a pena?

Hospedar o cachorro com parentes e amigos: vale a pena?

Explicamos os prós e os contras de hospedar o cachorro com pessoas próximas

Pintou uma viagem e não sabe com quem deixar o cãozinho? Hospedar o cachorro com parentes ou amigos pode ser a solução mais simples, mas será que é a melhor? Bom, nem sempre, especialmente considerando o bem-estar e a saúde do peludo. Entenda os prós e contras de deixar o cãozinho com pessoas próximas:

Prós 👍

Você já os conhece e os ama

Cachorros são parte da família e, muitas vezes, são como filhos. Por isso, é preciso sentir confiança em quem vai hospedá-lo. No caso de ser algum parente ou amigo, esse passo já foi superado. É alguém que você já conhece e confia, o que acaba sendo uma opção confortável.

É grátis

Viajar envolve muitos custos. Hospedar o cachorro de graça pode ajudar a não aumentar os gastos relacionados à viagem. Nesse caso, deixar o cãozinho com pessoas próximas ajuda.

Disponibilidade

Assim como os gastos, planejar e se preparar para uma viagem envolve diversas tarefas. Encontrar uma hospedagem para seu cãozinho é uma delas. Se a casa da família ou amigos for uma opção para hospedá-lo, isso acaba ficando mais fácil.

Contras 👎

As necessidades do pet podem ficar em segundo plano

Será que seus familiares ou amigos estão preparados para lidar com as necessidades do peludo? Ele toma remédios ou tem uma alimentação regrada? Tem alguma dificuldade de locomoção e precisa de atenção especial? Ou, mesmo que a rotina dele não seja diferenciada, todo cachorro precisa de brincadeiras e passeios para gastar energia e se divertir! E isso certamente demanda tempo e esforço de quem está cuidando dele.

Seus parentes e amigos têm a própria rotina e podem ter dificuldade em deixá-la de lado para cuidar do seu cachorro. Cuidados como escovação dos pelos, fazer a limpeza dos olhinhos, patinhas e dentinhos, manter um local adequado para as necessidades, passear e fazer a troca de jornal ou tapete higiênico com regularidade são fundamentais para a saúde e o bem-estar do cachorro.

Conveniência e praticidade

Mudanças de planos são comuns nas férias, tanto do seu lado como dos outros. E se você decidir ficar um dia a mais para evitar trânsito, ou seus amigos inesperadamente decidirem fazer uma viagem de última hora? Depender de parentes e amigos pode ser arriscado – e, sobretudo, inconveniente.

Eles podem não saber como protegê-los de situações que causam medo

Especialmente nas festas de fim de ano, muitos cães passam por estresse. Fogos de artifício são um exemplo, mas as situações são diversas. Família e amigos nem sempre sabem o que fazer nesses casos, o que pode ser muito ruim para seu cãozinho. Ter alguém focado no bem-estar dele e que sabe lidar com a situação é o ideal.

Mudanças na rotina

Assim como com as crianças, pessoas próximas costumam achar que sabem melhor do que você o que é melhor para o seu cãozinho. Por isso, ao deixá-lo com eles, o cachorro pode acabar forçado a rotinas diferentes da sua habitual. Caso o peludo seja acostumado a dormir na cama, por exemplo, eles podem querer “educá-lo” a dormir do lado de fora, ou a ficar bem longe do sofá.

Além disso, muita gente pensa que um biscoitinho não faz mal a ninguém, mas às vezes faz. Se seu cãozinho não pode sair da dieta porque está acima do peso ou tem alergia, você sabe bem que manter a alimentação correta é importante. Outras pessoas podem não ficar tão atentas às instruções do tutor e dar comidas diferentes das que ele come, em outros horários. 

O ambiente é seguro para hospedar o cachorro?

Você já parou para pensar que a casa ou apartamento de quem não tem cachorros pode não ser segura para um animal de estimação? E isso vai além da falta de cercas, telas e portões adequadas (o que já é preocupante). Degraus, fios ou objetos espalhados pelo ambiente também oferecem riscos para o peludo, principalmente porque ele não está habituado ao local.

Além disso, é preciso estar atento a alimentos e plantas que podem ser tóxicas aos cães. Se o cãozinho costuma revirar o lixo, tem que ficar de olho para não deixar nada que faça mal ao alcance dele e estar sempre atento.

A presença de crianças ou outros animais que não convivem com o seu filhote, como aves e gatos, também pode ser um fator sensível. Se não estiver habituado, o cão pode se tornar agressivo e causar confusão.

Pedir favor é chato

Delegar a responsabilidade de cuidar de um cachorro, que exige muitos cuidados e atenção por dias ou semanas, não é algo trivial. Avalie bem se expor o peludo e as pessoas que vão cuidar dele vale a pena.

Leve em conta que, além das necessidades que têm, os cães fazem sujeira e podem gerar estragos. Imagine móveis e objetos mordidos! Portanto, é importante hospedar o cachorro com alguém que fique de olho nele e garantir que tudo vai correr bem. Afinal, você quer que ele volte saudável e que a casa do seu familiar ou amigo continue inteira.

Seu cãozinho merece mais

De fato, cães são como filhos. Por isso, quando pais e mães de cachorro viajam, a melhor forma de lidar é sabendo que ele está bem cuidado, recebendo amor, atenção e com a mesma rotina que tem em casa. Afinal, isso minimiza a saudade que ele sente e a sua também!

Na DogHero, você hospeda o cachorro com um Anfitrião que não apenas ama cachorros, mas está super preparado para seguir as suas instruções sobre como cuidar dele. Está esperando o que? Encontre já o Anfitrião perfeito para cuidar do seu cãozinho! Temos as dicas para isso aqui.

Gostou? Compartilhe!

Vai viajar? Deixe seu cãozinho em um lar amoroso como o seu com a DogHero!

Saiba mais