Confira nossas dicas para deixar os hóspedes confortáveis, seguros e aquecidos durante esse período do ano! 

A estação mais fria do ano, o inverno, está chegando e, com ela, chegam também as baixas temperaturas, períodos de chuva e ventos gelados. Assim como a gente, nossos amigos peludos podem sentir muito frio e, até mesmo, adoecer. Por isso, para a chegada dos hóspedes neste período você deve preparar a sua casa e ajustar os cuidados para mantê-los sempre seguros e aquecidos!

Diminua a frequência dos banhos

Hóspede cheiroso e limpinho é tudo de bom e, mesmo no inverno, é importante manter a higiene deles. Porém, os banhos podem colaborar para que o cãozinho fique doente devido à temperatura baixa e por demorar mais para secar neste período. Por isso, antes de oferecer ao tutor um banho na chegada ou saída do seu hóspede, pergunte qual a última vez que ele tomou banho para não expor o cãozinho novamente em um curto período de tempo. Caso o cliente aceite, dê banho no pet com água morna e seque-o o mais rápido possível!

Hora de dormir 

Uma cama confortável e quentinha é o que todo mundo quer nos dias frios, não é? Incremente a cama ou casinha do seu hóspede com almofadas e cobertas para que ele se mantenha aquecido durante as sonecas. Faça isso também caso ele seja acostumado a dormir no sofá ou na cama com os donos, pois por mais fofinhos que estes dois espaços sejam, é preciso ter acessórios que os aqueçam.

Neste período, não deixe seu hóspede dormir na área externa da sua casa, seja ela uma varanda ou um quintal, mesmo que seja coberto. Durante a noite as temperaturas caem mais ainda e é necessário manter os cachorros protegidos da friagem.

sleepy

Roupinhas

Hora de usar e abusar das roupinhas! Elas são importantes principalmente para os cães toy, filhotes, de pelo curto ou que, eventualmente, possam estar tosados. Além de deixar os dogs super fofos, ajuda a aquecê-los e manter a temperatura corporal. Se o tempo mudar repentinamente e seu hóspede não tiver levado nenhuma roupinha para a sua casa, improvise uma para ele: segue alguma camiseta antiga e sem uso, vista nele e ajuste o tamanho de acordo com o porte dele.

Rotina de passeios 

Alguns hóspedes estão acostumados a passear diariamente, às vezes mais de uma vez por dia. Porém, no inverno não é indicado levá-los para passear sob temperaturas muito baixas, enquanto estiver ventando, chovendo ou garoando. Tente entretê-los dentro de casa para gastarem energia e não precisarem passear. Caso o cãozinho só faça necessidades na rua, incentive-o a fazê-las na área externa da sua casa (caso você tenha), em jornais ou tapetes higiênicos.

Se ele não conseguir mudar esse hábito, faça passeios curtos apenas para as necessidades, evitando que ele seja submetido ao clima frio por muito tempo. Se estiver garoando durante o “mini passeio”, seque-o com uma toalha e tente aquecê-lo com cobertinhas assim que voltarem!

Focinho quente, sinal de alerta 

Se durante a hospedagem você perceber que o cãozinho está com o focinho quente e seco fique atento, pois seu hóspede provavelmente está com febre. A febre pode ser causada por diversos motivos, mas durante o inverno é comum alguns cães apresentarem esse sinal por terem contraído gripe canina. Os sintomas mais comuns, além da febre, são espirros, tosse persistente e, até mesmo, coriza.

Nestes casos, além de comunicar o dono e levar o pet ao veterinário para um diagnóstico exato, você deve isolar o hóspede dos demais cães para evitar um possível contágio.

Nos próximos meses, é importante seguir essas dicas para manter seus hóspedes sempre aquecidos e protegidos das baixas temperaturas. Além de evitar doenças e desconfortos, você ainda mostra aos donos que está preocupado e preparado para hospedar o filho de quatro patas dele com muita cautela e calor no coração!