Sempre quis ensinar seu cãozinho a sentar e dar a pata? Com ajuda da veterinária DogHero, Ingrid Stein, separamos truques fáceis para treinar o pet. Confira!

O adestramento de cães é uma preocupação constante entre pais e mães de cachorro. Ensinar alguns truques ao pet pode ajudar a facilitar algumas tarefas diárias, além de ser uma forma de educá-lo a obedecer os comandos do tutor.

Mas se você não pretende contratar um adestrador e quer ensinar alguns truques ao cãozinho mesmo assim, selecionamos algumas dicas de como treinar as habilidades dele em casa mesmo. Veja quais são:

Use recompensas

Para o cãozinho, a atenção que o tutor demonstra ao olhá-lo, frases positivas como “bom garoto!” ou “muito bem” e carinho são formas de recompensa. E as recompensas são grandes aliadas na hora do treinamento: elas incentivam o pet a fazer os movimentos que você quer durante o início do processo, até que se tornem hábitos.

Em muitos casos, essas recompensas são suficientes. Mas, se achar necessário, petiscos caninos ou frutas, que não fazem mal à saúde do peludo, podem ajudar. Se seu cãozinho for alérgico ou não puder sair da dieta, use os grãos da própria ração como aperitivo.

Lembre-se: assim como longos elogios tiram o foco do cãozinho e prejudicam o aprendizado, os petiscos devem ser pequenos, a ponto de serem engolidos rapidamente, sem deixar que o cão perca o foco no treinamento.

Sentar

Essa é, geralmente, a primeira etapa do adestramento, pois outros comandos dependem dela. Para ensinar o cachorro a sentar, pegue um petisco na mão e deixe ele cheirar. A reação natural de muitos cães é sentar, como se estivessem esperando a comida. Se isso acontecer, recompense com palavras de incentivo ou com o aperitivo.

Caso ele não sente depois de cheirar o petisco, mova a sua mão até a parte de trás da cabecinha dele. A intenção é que ele acompanhe o movimento da mão e sente. Quando ele finalmente fizer o movimento que você deseja, não esqueça de dar a recompensa.

Mesmo assim, alguns pets podem não entender. Para mostrar que ele deve sentar, empurre bem de leve o peito do cão ao mesmo tempo que pressiona o bumbum para que ele sente. Em seguida, dê a recompensa. Durante o treinamento, repita a palavra-chave que deseja, como “senta!”, para que se acostume ao comando.

Dar a patinha

A forma mais simples de ensinar o cãozinho a dar a pata é esconder um petisco na mão e deixar que ele cheire. Ele vai tentar pegar o aperitivo de qualquer jeito, e um deles será com a patinha. Assim que ele colocar a pata sobre a sua mão, demonstre que ele fez o gesto certo e dê a recompensa. Não se esqueça de repetir a palavra-chave que escolher durante o treinamento.

Deitar

Para ensinar o cãozinho a deitar, pode ser necessário um pouco mais de treino. Coloque o petisco na frente do focinho dele e desça a mão até o chão. Ao acompanhar o gesto, ele deve colocar os cotovelos das patinhas da frente no chão. Quando fizer isso, não se esqueça da recompensa! Você também pode usar palavras-chave para que o cão entenda o comando sem precisar do petisco no futuro.

Ficar

Faça o cãozinho sentar usando a primeira dica e comece a premiá-lo com petiscos só por estar naquela posição. Mantenha a atenção dele, sem deixar que se mova. Depois de fazer isso por alguns minutos, faça o gesto de “pare”, mostrando a palma da mão para ele, diga a palavra-chave escolhida e vá se afastando aos poucos. Pode ser necessário repetir a palavra de comando enquanto se afasta para ele entender que deve ficar parado.

Você pode alternar a palavra-chave, como “fica”, para deixar claro o que você quer, com as   frases curtas de incentivo, como “bom garoto” ou “muito bem”. Em seguida, volte e repita o processo. Se o peludo tentar te seguir, volte e faça ele retornar ao ponto inicial.

Repetição

Não se esqueça de que adestramento de cães é um treinamento. Por isso, lembre-se de repetir diversas vezes cada ação com o cachorro até que ele aprenda o que você deseja. Mas sempre faça treinos curtos, com descansos para intercalar, para evitar que o cão canse e perca a atenção — o mesmo que acontece com nós, humanos, quando passamos muito tempo fazendo a mesma atividade!

 

Fonte: veterinária DogHero Ingrid Stein