Sol, refrescos, cuidados e diversão: saiba como proteger seu amigão das altas temperaturas e fazer com que ele aproveite a estação mais quente do ano!

Essa é uma ótima época para para aproveitar o sol, o calor e se refrescar em piscinas e praias. Porém, assim como nós, os cãezinhos podem sofrer com as altas temperaturas e até mesmo passar mal. Para que eles também possam aproveitar o verão você deve prestar atenção no pet e seguir essas dicas:

Como identificar que o pet está incomodado com o calor? 😓

Os cachorros não transpiram como os seres humanos, eles controlam a troca de calor do corpo e mantém a temperatura ideal através da respiração. Por isso, o ato de respirar rápido com a língua para fora indica não só que o pet brincou muito ou está cansado, mas também que ele pode estar com calor. Passar muito tempo ofegante com a linguinha para fora é o primeiro sinal de que o calor pode estar incomodando o cachorro.

Outros sinais são: deitar-se em locais com piso frio com as patas traseiras esticadas, beber muita água, ficar mais quieto que o habitual e procurar sempre por locais cobertos.

shutterstock_132637592

Quais cachorros são mais sensíveis às altas temperaturas? 🐩

Cães muito peludos e de regiões onde o inverno é bem rigoroso como Husky Siberiano, São Bernardo, Bernese e Chow chow tendem a sentir mais calor que os cães de pelagem curta como vira-lata, pinscher e dachshund.

Há também os cãezinhos braquicefálicos, aqueles que possuem o focinho achatado: pugs, buldogues, boxer, shih tzu, etc. Pela anatomia , essas raças possuem maior dificuldade para respirar e também trocar calor com o ambiente

Além de conhecer melhor os hábitos, a rotina, a personalidade, as características da raça de cada pet e observar seu comportamento em dias quentes, você também precisa saber o que pode e o que não pode fazer para ajudar seu amigo peludo a curtir o verão.

O que fazer:

  • Água fresca à disposição 💦

Durante o verão os cãezinhos bebem muito mais água, além dela ficar quente em pouco tempo. Por isso, abasteça constantemente o potinho de água do cachorro com água fresca. Em dias muito quentes vale até colocar uma pedrinha de gelo dentro do pote para manter a temperatura da água agradável por mais tempo.

  • Alimentação nos horários mais amenos 🍴

Pelo calor excessivo pode ser que o cãozinho não sinta vontade de comer nos horários habituais. Por isso, ofereça a comida nos horários em que a temperatura está mais amena, preferencialmente logo de manhã ou ao anoitecer. Se ele estiver acostumado a consumir alimentação natural ou rações úmidas, siga o mesmo procedimento. Devido ao calor elas podem estragar se ficarem muito tempo expostas e prejudicar a saúde do pet.

shutterstock_316204391

  • Passeios em horários diferenciados 🐶

Muitos cãezinhos adoram passear e para que eles possam manter essa rotina, você deve levá-los para dar uma volta em horários onde a temperatura não está tão alta e a incidência do sol é menor. Preferencialmente saia com os pets antes das 10h da manhã e após as 17h. Assim você evita que eles fiquem excessivamente cansados, ofegantes e que eles queimem as patinhas.

Três formas de evitar machucado nas patas no verão são:

  • Testar a temperatura do chão antes com o pé ou a mão. Se estiver muito quente, não saia com o pet;
  • Passear com o cãozinho em locais gramados. A grama é bem mais fresca que o asfalto e não causará possíveis queimaduras nas patinhas;
  • Utilizar sapatinhos próprios para pets. Eles protegem as patinhas das altas temperaturas e possibilitam passeios pelo bairro. Mas fique atento pois sapatinhos não permitem que o animal troque calor pelas patas, que é outro local importante de resfriamento do corpo. Por isso, tire os sapatos se perceber que ele está ofegante demais ou assim que chegar em casa.
  • Banhos e tosas 🛀

Nessa época, os banhos devem ser mais frequentes para refrescar os pets. Lembre-se apenas de secá-los para que a umidade não colabore na proliferação de fungos.

É interessante, também, tosar o seu cachorrinho antes do verão começar. Isso diminuirá o tamanho de pelos e, consequentemente, o calor. A tosa não é indicada para algumas raças, e isso deve ser respeitado. Vale lembrar, também, que a tosa muito curta em animais de pele branca pode exigir cuidados extras com proteção solar.

Uma opção para cães muito peludos é tosar apenas a região da barriga (tosa higiênica). Assim, ela ficará com menos pelos e, quando o cachorro deitar no chão, a pele terá maior contato com o piso frio, ajudando-o a aliviar o calor.

shutterstock_236108794

Com o que você deve se atentar:

  • Roupinhas 👗

Mesmo que algumas peças pareçam frescas e confortáveis, no verão qualquer tipo de acessório que cubra o corpo do cãozinho só irá colaborar para que ele sinta mais calor. Por isso, deixe seu amigo “peladinho” mesmo e guarde as roupinhas para épocas mais frias.

  • Piscinas e praia 🌊

Alguns cães, como por exemplo o labrador, gostam muito de entrar na água, mas é preciso ter cuidado. Eles podem entrar na piscina ou no mar e não conseguirem mais sair. Além disso, ao contrário do que acreditamos, nem todos os cães têm facilidade para nadar. Por isso, se o cãozinho tiver acesso à piscina ou à praia, supervisione e só permita que ele entre na água se ele já estiver acostumado. Clique aqui e confira todos os cuidados que você deve ter com cães na piscina!

  • Desidratação e insolação ☀

Se o cãozinho não beber bastante água, pode ser que ele fique desidratado. Ou seja, devido o calor, ele “gastou” mais água do que consumiu. Se o cãozinho estiver muito quieto, com dificuldades para se mover, toque no focinho dele. Se estiver seco, é possível  que esteja desidratado. Tente oferecer água em pequenas quantidades para que ele se recupere e, caso você não perceba melhoras, leve-o ao veterinário.

A insolação é algo comum nos cães. Alguns sinais são: respiração ofegante, gengivas vermelhas ou pálidas, saliva espessa, fraqueza, excitação, vômitos e convulsão. Se você perceber que o cãozinho está com esses sintomas, retire-o do sol ou local abafado, tente resfriá-lo com água fresca e, logo em seguida, leve-o ao veterinário.

shutterstock_424307308

  • Alergias e ectoparasitas 😷

Durante o verão, devido às condições climáticas propícias, há um aumento na proliferação de ectoparasitas (pulgas e carrapatos). O tempo úmido e abafado é ideal para que eles se reproduzam e, por isso, as chances do seu pet pegar pulga ou carrapato aumentam bastante. Lembre-se de manter seu cachorrinho sempre com proteção, seja remédio aplicado ou coleiras específicas.

Redobre a atenção pois não só por picada de pulgas, mas também pelas condições climáticas, a propensão a alergias e picadas de outros insetos também aumenta.

  • Ar condicionado e ventilador 💨

Principalmente para quem mora em apartamento ou em regiões mais quentes como Norte e Nordeste, o ventilador e o ar condicionado muitas vezes se fazem necessários para refrescar o ambiente e deixar o clima dentro de casa mais ameno. Mesmo assim, tome cuidado para não exagerar. Se o cãozinho já estiver com sintomas de que está incomodado com o calor, não coloque-o imediatamente em contato próximo à esses aparelhos, pois isso pode causar um choque térmico neles.

O ideal é aumentar a potência do ventilador ou diminuir a temperatura do ar condicionado, mas direcionando-os para o ambiente, e não para o pet. Assim, o espaço como um todo irá esfriar  e ficar mais confortável e agradável para o seu amigo peludo.

Dicas Extras ✨

  • Cãezinhos com pelagem branca, que possuem pouco pelo na ponta das orelhas, no focinho, no rabo e nas patas precisam de protetor solar antes de serem expostos ao sol. Vale usar tanto protetor solar próprio para pets ou os de uso humano, de acordo com a recomendação do fabricante e de um veterinário; 
  • Hoje em dia já existe até sorvete dentro das opções de snacks para cachorros. Nas lojas de produtos pets existem opções tanto em palito quanto de massa. Você também pode investir neles para ajudar o cãozinho a se refrescar.

Para Heróis DogHero 

É muito importante que você siga essas dicas durante todo o verão. Além de conhecer previamente seu futuro hóspede e checar com o tutor como está o estado de saúde do cãozinho, você deve se informar sobre a raça, os hábitos que ele já tem durante essa estação e verificar o que o cliente indica e autoriza que você faça para amenizar o calor do seu hóspede durante a estadia! 😉

shutterstock_416937391